TC Mover
Mover

Joe Biden anuncia acordo por pacote de infraestrutura

Postado por: TC Mover em 24/06/2021 às 16:52
Joe Biden detalhou pacote de infraestrutura

São Paulo, 24 de junho – Após encontro na Casa Branca, o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou que chegou a um acordo com um grupo bipartidário de senadores para o pacote de infraestrutura, cotado em US$579 bilhões. Segundo o presidente, os investimentos servem para que os EUA “retomem a liderança mundial”, e possam competir com a China.


Pacote será complementado por projeto de “infraestrutura humana”, disse Joe Biden

O pacote será complementado por outro projeto que o presidente chamou de “infraestrutura humana”, ainda não apresentado. Os detalhes sobre o acordo foram revelados em coletiva na Casa Branca nesta quinta-feira, 24.

Joe Biden vem discutindo há meses com congressistas um plano de infraestrutura para que invista em estradas, banda larga, energia elétrica, reformas estruturais e projetos sociais. Mas os republicanos discordavam do que o presidente entendia por infraestrutura e como pagar pelo pacote. A gestão do presidente pretende aumentar a carga tributária sobre os americanos mais ricos, o que contraria a agenda republicana.


Plano original era de US$2,3 trilhões, mas acordo tem proposta mais enxuta

O plano original valia US$2,3 trilhões, reduzidos a US$1,7 trilhão após negociações com republicanos. O grupo bipartidário, composto por cinco republicanos e cinco democratas, apresentou proposta ainda mais enxuta, mas mais focada nos gastos essenciais para o presidente.

“Nenhum partido conseguiu tudo o que queria, e eu tive de ceder também”, disse Joe Biden ao anunciar o acordo no Salão Oval. A expectativa do presidente é que o acordo seja votado até o fim do ano fiscal, em outubro.


Joe Biden anunciou investimento em transporte, com construção de estradas e ferrovias

A Casa Branca confirmou que o pacote é cotado em US$579 bilhões pelos próximos quatro anos. Em oito anos, as propostas de infraestrutura custarão US$1,209 trilhão, de acordo com documento da Casa Branca.

A maior parte dos gastos serão voltados para o transporte, especialmente para construção de estradas, com gastos de US$109 bilhões, e ferrovias, com investimentos de US$70 bilhões. O acordo anunciado por Joe Biden ainda estima o investimento em infraestrutura de energia em US$73 bilhões e de banda larga em US$65 bilhões.


Maioria democrata pretende aprovar outro pacote por reconciliação

A maioria democrata, porém, ainda quer fazer outro pacote de gastos passar no Congresso americano usando o processo de reconciliação, isto é, sem precisar dos votos dos republicanos no Senado. O líder da maioria no Senado, o democrata Chuck Schumer, disse que espera ver o projeto anunciado hoje aprovado na casa no mês que vem.

Segundo fontes ouvidas pelo The New York Times, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, disse em telefonema com correligionários que não haverá projeto de infraestrutura sem o projeto de reconciliação.

Em coletiva de imprensa, Joe Biden disse que o plano para a “infraestrutura humana”, que seriam investimentos em saneamento, educação e meio ambiente, será debatida com os congressistas em um outro projeto, a ser apresentado nos próximos meses.


Anúncio reduziu levemente alta dos índices americanos

Após o anúncio, os índices americanos reduziram levemente a alta, com exceção do índice Dow Jones, que tem as empresas que mais poderão ser beneficiadas por esse projeto. O S&P500 subia 0,61% por volta das 16h50, após bater recorde histórico mais cedo.

Já o Nasdaq avançava 0,67% após o anúncio de Joe Biden, bem abaixo da máxima do dia, de 14.429 pontos. O Dow Jones avançava 1,02%. Os rendimentos dos títulos de dez anos do Tesouro operavam estáveis, a 1,489%, com x de 0,2 ponto-base.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Lucia Boldrini e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Banco Central usará “todos os instrumentos” por inflação na meta, diz Roberto Campos Neto

ANP autoriza importação de gás para térmicas

Especial: Saída de Ricardo Salles deve reforçar governabilidade

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais