Opep adia reunião pela terceira vez e petróleo sobe - TC
TC Mover
Mover

Opep adia reunião pela terceira vez e petróleo sobe

Postado por: TC Mover em 05/07/2021 às 18:10
Opep adiou novamente reunião sobre produção de petróleo

São Paulo, 5 de julho – A Opep, grupo dos exportadores de petróleo, e seus aliados não chegaram a um consenso unânime sobre o aumento da produção do petróleo e adiaram nesta segunda-feira, 5, pela terceira vez a reunião ministerial, segundo agências. Com isso, a atual oferta segue mantida, o que fez os preços do petróleo dispararem. A data de um novo encontro ainda será definida.

A expectativa era que a decisão fosse tomada na última quinta-feira, 1, mas uma divergência com os Emirados Árabes travou a negociação. Os membros restantes do cartel pretendiam aumentar a produção em 400 mil barris de petróleo por dia a partir de agosto.

Emirados Árabes concordam com volume pretendido pela Opep, mas discordam de cota

De acordo com as agências Reuters e AFP, os Emirados Árabes concordam com o volume pretendido pelos outros integrantes da Opep. Entretanto, discordam com sua cota nesse aumento de produção da commodity.

Perto das 18h10, os futuros do petróleo tipo Brent, referência para as empresas Petrobras, PetroRio e 3R Petroleum, avançavam 1,30% para US$ 77,16. Já o futuro do WTI ganhava 1,56%, a US$76,33, rondando suas máximas de 2018.

Desempenho das ações da Petrobras (PETR4)

O papel preferencial da Petrobras (PETR4) caiu 1,13% após mais um adiamento da reunião da Opep, cotado a R$28,85. Já as ações da PetroRio (PRIO3) e da 3R Petroleum (RRRP3) subiram respectivamente 1,08%, a R$21,49, e 1,43%, a R$46,86. O Ibovespa fechou em queda de 0,55% nesta segunda-feira, 5, aos 126,9 mil pontos. Desempenho das ações da Petrobras

Para acompanhar o desempenho das ações da Petrobras e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Cíntia Thomaz e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Bolsa das Filipinas quer ser a primeira a oferecer criptomoedas

Relatório Focus vê inflação acima dos 6% pela primeira vez

Desaprovação do governo sobe para 62,5% com ruídos políticos

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais