Oxford Economics alerta para retomada desigual com Delta - TC
TC Mover
Mover

Oxford Economics alerta para retomada desigual com variante Delta

Postado por: TC Mover em 12/08/2021 às 18:08
Oxford Economist sobre variante Delta

Brasília, 12 de agosto – A consultoria Oxford Economics alertou, em relatório desta semana, sobre os riscos de um crescimento irregular da economia mundial nos próximos meses em decorrência da propagação da variante Delta da Covid-19. Devido à cepa do coronavírus, novas restrições foram impostas em determinados países.

Segundo o documento, assinado pelo economista-sênior da consultoria, Adam Slater, a Oxford Economics calcula que o Produto Interno Bruto, PIB, mundial já ultrapassou os níveis pré-pandêmicos no segundo trimestre deste ano. Apesar disso, o aumento de casos em decorrência da variante Delta adiciona preocupações à força e à amplitude da recuperação.

O impacto da elevação de casos é visível em regiões do continente asiático e em países em desenvolvimento. A Oxford Economics também menciona que o setor de serviços é um indicador a ser observado, com sua atividade permanecendo moderada. “Em algumas economias asiáticas, até mesmo indicadores de manufatura caíram consideravelmente.”

Oxford Economics alerta para variação em variáveis níveis no mundo

A consultoria também alerta que, atualmente, o mundo apresenta níveis variáveis de imunização das populações, o que podem se somar à perspectiva de retomada irregular. Segmentos como viagens e turismo também permanecem distantes de níveis observados anteriormente.

Ainda de acordo com a Oxford Economics, a variante Delta ameaça até mesmo complicar a saída de restrições em países com elevados índices de vacinação. Apesar disso, ressalta que até o momento a variante não aparenta ter tido grande impacto sobre indicadores econômicos globais de alta frequência.

A consultoria menciona, por exemplo, os índices de confiança do consumidor em economias desenvolvidas. No entanto, esse impacto já tem sido mais visível em países asiáticos e em economias emergentes, mencionando os níveis de PMIs de Japão, Índia e Brasil.

Crescimento da variante Delta ofusca riscos inflacionários, diz consultoria

Por fim, a Oxford Economics nota que a ascensão da variante Delta tem ofuscado os riscos inflacionários na economia global. Apesar disso, ressalta, os preços continuaram a subir em junho, seguindo elevados em regiões emergentes, e isso representa outra área de risco para o crescimento global.

“Economias emergentes geralmente carecem de credibilidade acumulada antiinflação em relação às economias avançadas, o que significa menos espaço para evitar o endurecimento da política à medida que a inflação eleva-se, como a recente alta de 100 pontos-base no Brasil demonstra.”

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Cíntia Thomaz  e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / Mover


Leia também

Especial: Emae aposta em energia solar e terrenos antes de privatização, diz fonte

Câmara adia votação da Reforma do Imposto de Renda

Serviços aceleram em junho, com maior nível desde 2016

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais