TC Mover
Mover

PIB dos EUA confirma 6,4%; emprego e encomendas decepcionam

Postado por: TC Mover em 24/06/2021 às 13:53
PIB dos EUA seguiu consenso

São Paulo, 24 de junho – A bateria de dados americanos às 9h30 confirmou que o PIB dos EUA, o Produto Interno Bruto, cresceu 6,40% no primeiro trimestre – de 4% no quarto trimestre de 2020 –, mas trouxe dados decepcionantes de emprego e encomendas. Os resultados chegaram a afetar o pré-mercado de Nova Iorque. Entretanto, os índices de ações do país passaram a avançar.


Encomendas à indústria e seguro-desemprego frustraram consensos, ao contrário do PIB dos EUA

A decepção veio do número semanal de pedidos de seguro-desemprego, que frustraram o consenso de 380 mil e travaram em 411 mil. Foi quase idêntico ao número de pedidos da semana anterior, que subiram a 412 mil. O Federal Reserve, banco central americano, considera a recuperação do emprego essencial para o início da redução dos estímulos à economia.

Também as encomendas à indústria em maio frustraram, subindo 2,30%, quando o consenso mencionava 2,80%. Os resultados e a revisão do PIB dos EUA reduziram o fôlego do mercado antes da abertura, mas às 13h50 os índices do S&P500, Dow Jones e Nasdaq avançavam respectivamente 0,59%, 0,85% e 0,78%.


Discursos de seis diretores do Federal Reserve mobilizam o mercado

Além dos dados da economia americana, há nesta quinta-feira, 24, a bateria de falas de seis dirigentes do Federal Reserve que vão mobilizar os mercados até as 17h30. O que interessa são suas visões de cronograma de aperto da política monetária.

À espera dos discursos após o PIB dos EUA e os dados de seguro-desemprego e encomendas à indústria, os rendimentos dos títulos de dez anos do Tesouro americano são estáveis. Por volta das 13h50, eles subiam 0,07 ponto-base, a 1,494%, e o Índice Dólar DXY avançava 0,01%.

Texto: Lucia Boldrini
Edição: Cíntia Thomaz e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Tributação de dividendos deve poupar maioria dos investidores, diz XP

Especial: Saída de Ricardo Salles deve reforçar governabilidade

Calendário Econômico: Juros do Reino Unido, inflação, PIB dos EUA

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais