Mover

Quem é Khalifa Haftar, o general líbio que deixa o mercado de petróleo tenso?

Postado por: TC Mover em 08/04/2019 às 11:55

Quem é o general Khalifa Haftar, líder das milícias que avançam em direção a Trípoli, capital da Líbia, e que está fazendo o petróleo subir de novo acima dos US$71 o barril? Antigo servidor de regime líbio e agora líder rebelde, Haftar anunciou que seu primeiro bombardeio contra a cidade, ontem, foi bem sucedido. Ele ignorou pedidos das Nações Unidas para cessar os combates na região. Há quase 30 mortos e mais de 100 feridos desde que o líder rebelde levou sua ofensiva até menos de 10 quilômetros da capital para tirar o poder o governo provisório da Líbia – que é reconhecido pela maior parte da comunidade internacional.

 

Hoje, o petróleo Brent para entrega em junho registra alta de 1% para US$70,94, enquanto o WTI – referência nos Estados Unidos – dispara 1,8% para US$64,21 o barril às 11h45 – em parte devidos aos temores de que a luta na Líbia leve a uma redução na produção e as exportações da commodity no país norte-africano.

 

Haftar comanda o Exército Nacional Líbio, que já domina a totalidade da região leste do país e capturou três cidades próximas a Trípoli – Gharyan, Surman, e Aziziya -, além do controle de aeroportos e outros pontos logísticos de importância que servem à capital. Além de antagonizar o governo provisório, que comanda o país desde a queda do ex-ditador Muammar Kadafi, Haftar tenta ganhar espaço em regiões controladas por grupos menores, inclusive de uma área com atuação do Estado Islâmico.

 

Haftar tem 75 anos, já serviu no governo Kadafi, e retornou ao país em 2011 para ajudar na revolução contra o ditador, na esteira da Primavera Árabe. Ele é um general anti-islâmico convicto apoiado pelo Egito e pelos Emirados Árabes Unidos, que já aceitou ajuda da Rússia e da França.

 

Apesar desse apoio, há preocupações persistentes de que o Haftar poderia ser uma versão piorada do seu ex-chefe. Pior ainda, a guerra na Líbia está recrudescendo a uma velocidade tal que vários especialistas reduziram severamente as estimativas para a produção de petróleo no país.

 

(Foto: Khalifa Haftar/Al Jazeera)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais