Mover

Trump manda órgãos do governo dos EUA começaram transição para gestão Biden

Postado por: TC Mover em 23/11/2020 às 21:47

São Paulo, 23 de novembro – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, determinou hoje que a Administração Geral de Serviços comece a transição de governo para o presidente eleito Joe Biden. 

Em sua conta no Twitter, Trump afirmou que determinou o mesmo para toda sua equipe, admitindo pela primeira vez, indiretamente, que perdeu a eleição. Trump afirma, porém, que “nosso caso continua fortemente, nós vamos manter a boa luta e eu acredito que vamos vencer”, disse, numa referência aos diversos processos contestando os resultados das urnas alegando fraudes nunca comprovadas.

No Twitter, Trump justifica a mudança de posição, de não aceitar a derrota, afirmando que, “apesar disso, no melhor interesse do nosso país, eu estou recomendando que Emily (Murphy, responsável pela Administração Geral de Serviços) e seu time que faça o que for preciso com relação aos protocolos iniciais e disse ao meu time para fazer o mesmo”. 

Derrota de Trump em Michigan

A decisão de Trump, que na prática dá início à sua sucessão no comando dos Estados Unidos, vem no mesmo dia que o Estado de Michigan reconheceu oficialmente a vitória de Biden nas urnas, depois de várias tentativas do presidente e de seus aliados republicanos de anular o resultado na Justiça. 

Trump tentou ainda convencer delegados republicanos do Estado a não reconhecer o resultado, alegando que houve fraudes. As tentativas, porém, não deram certo, tanto na Justiça quanto na persuasão. 

Trump já havia sido derrotado na Geórgia, Estados tradicionalmente republicando, que chegou a fazer uma recontagem manual dos votos após a vitória do democrata Biden, mas as autoridades locais que confirmaram o resultado. 

Pressão do partido republicano

A pressão do próprio partido republicado, que temia o desgaste da imagem provocado pela insistência de Trump e que pode se refletir na eleição de mais dois senadores da Geórgia em 5 de janeiro, também deve ter pesado na decisão do presidente. 

Com a transição oficializada, Trump deve também perder parte de seu poder para aprovar medidas no fim do governo, como vinha fazendo enquanto alegava que ainda podia virar o jogo e continuar como presidente.

Texto: Angelo Pavini
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais