TC Mover
Mover

À caça das oportunidades, mercado olha para vírus, balanços e eleição nos EUA: Espresso

Postado por: TC Mover em 30/10/2020 às 8:25
Novas preocupações sobre as perspectivas para as maiores empresas americanas do setor de tecnologia reavivaram o mau humor nos ativos de risco no início desta sexta-feira, especialmente nos contratos futuros dos principais índices acionários americanos.

São Paulo, 30 de outubro – Novas preocupações sobre as perspectivas para as maiores empresas americanas do setor de tecnologia reavivaram o mau humor nos ativos de risco no início desta sexta-feira, especialmente nos contratos futuros dos principais índices acionários americanos. 

As ações europeias oscilam após uma série de balanços trimestrais relativamente positivos e de dados econômicos melhores do que o consenso – especificamente em relação ao Produto Interno Bruto e à inflação ao consumidor na Zona do Euro. 

Hoje é final do mês e precisamos pensar em como cada ativo performou: as ações globais estão em curso para a pior queda semanal desde março. O dólar americano caminha para um mês de estabilidade ante pares, enquanto o Treasury yield de dez anos caminha para a maior alta mensal em três meses. O petróleo caminha para o segundo mês consecutivo de recuos. 

Lembre-se que a fraqueza no setor de tecnologia se traduz em maior volatilidade, que deverá piorar até a eleição presidencial nos Estados Unidos – que acontece na terça que vem. 

O engraçado é que os resultados divulgados ontem pela Amazon, Apple, Facebook, Twitter e Alphabet vieram, no geral, sólidos. Os papéis dessas empresas recuam no pré-mercado, com exceção da Alphabet. 

Quanto tempo demoraremos para superar o lastro dessa segunda onda do coronavírus que está fechando de novo a Europa e os EUA, assim como o das eleições americanas? Duas, três semanas, possivelmente? 

Nossos contribuidores esperam um curto-prazo ainda de incerteza e volatilidade. “O mercado está chato e difícil de operar. Sempre estamos à caça de oportunidades, mas o cenário atual não ajuda”, diz o trader Rafael Ferri. Uma visão mais cautelosa de curto-prazo não conflita com uma posição mais construtiva de longo-prazo, mas, para isso, precisamos de alguma ajuda por aqui. 

O mercado está cético quanto à política monetária do Banco Central, os ruídos políticos vindos de Brasília e, especialmente, a irascibilidade do governo – representada nos ataques que possam vir do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia Paulo Guedes.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis