TC Mover
Mover

Agenda do Investidor: bolsas mundiais, Focus e balança comercial

Postado por: TC Mover em 28/09/2020 às 9:14
A agenda do investidor desta segunda-feira traz os dados do Relatório Focus, divulgado pelo Banco Central, com projeções do mercado financeiro para o IPCA, PIB, Câmbio e Selic

A agenda do investidor desta segunda-feira traz os dados do Relatório Focus, divulgado pelo Banco Central, com projeções do mercado financeiro para o IPCA, PIB, Câmbio e Selic. Além disso, também teremos dados sobre dívida pública, balança comercial e sondagem industrial. Confira.

Abertura e fechamento das bolsas mundiais

As bolsas americanas terminaram a sexta-feira em alta, apesar da queda pela quarta semana seguida. Os índices Nasdaq, S&P500 e Dow Jones cresceram 2,26%, 1,60% e 1,34% respectivamente.

No Brasil, o Ibovespa fechou o último dia da semana em queda de 0,013%, somando pouco menos de 97 mil pontos.

Nos mercados asiáticos, o pregão de hoje teve crescimento dos índices Nikkei, de Tóquio e Hang Seng, de Hong Kong. A alta foi de 1,31% e 1,32% respectivamente. Em Xangai, o cenário foi de uma leve queda, com o índice caindo 0,06%.

Os índices Europeus iniciaram o dia em considerável crescimento. Pela manhã, por volta das 8h00, o Stoxx 600 crescia 2,06%.

Pela manhã, os mercados futuros apontavam para crescimento nos índices de Nova Iorque.

Agenda do Investidor

Relatório Focus – Saiu hoje pela manhã os dados do Relatório Focus, perspectiva semanal do mercado sobre a economia brasileira, divulgado pelo Banco Central. A projeção do mercado para o IPCA é de alta de 1,77% ante 1,99% da semana passada. Para 2021, a projeção ficou igual ao último relatório, com mercado esperando um IPCA de 3%.

PIB – Além do IPCA, o Relatório Focus, do BC, também traz as projeções do mercado para o PIB. No relatório dessa semana, a perspectiva para o Produto Interno Bruto é de queda de 5,28%, mais acentuada do que no último relatório, onde o mercado projetava uma queda de 5,05% do PIB. Para 2021, a expectativa se manteve, com crescimento do PIB de 3,5%.

Câmbio e Selic – Ainda sobre o Focus, tivemos também dados sobre as projeções do mercado para o câmbio e a Selic, taxa básica de juros. As expectativas se mantiveram no relatório semanal, com câmbio em R$5,25 e Selic 2%. Para o ano que vem, o mercado espera um câmbio de R$5,00 e uma Selic 2,5%.

Dívida pública – Na tarde desta segunda-feira, sai o relatório da dívida pública do Tesouro Nacional em agosto. No mês anterior, a dívida brasileira somou R$ 4,34 trilhões. A coletiva sobre o documento será às 15h00.

Economia – O Banco Central divulgará notas sobre o mercado aberto, a política monetária e as operações de crédito referentes a agosto. Saem a variação de crédito total e a taxa de inadimplência de recursos livres, ambos de agosto.

Balança Comercial – A agenda do investidor de hoje também conta com a balança comercial semanal produzida pelo Ministério da Economia. De acordo com o Banco Bradesco, o saldo da balança comercial brasileira de 2020 deve chegar a US$62,8 bilhões.

IPO – Após uma semana turbulenta na B3, com cancelamentos de oferta pública inicial, IPO, da BR Partners e Caixa Seguridade, a Melnick, código MELK3, fará sua estreia às 10h. Além disso, a Compass, código PASS3, e a Boa Vista, código BOAS3, vão precificar seus IPOs.

Indústria – Sai também a sondagem industrial de setembro feita pela Fundação Getúlio Vargas. Nos Estados Unidos, também terá sondagem industrial de Dallas de setembro. A estimativa é que aumente de 8 pontos para 8,5 pontos em relação a agosto.

Fed Cleveland – A diretora do Federal Reserve de Cleveland, Loretta Mester, discursará às 15h00 no horário de Brasília. O Fed vem alertando sobre a necessidade das ajudas fiscais para famílias e empresas para retomar a economia americana.

Zona do Euro – A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, fará pronunciamento às 10h45, horário de Brasília.

A semana no investidor

Confira os principais acontecimentos da agenda do investidor dessa semana para ficar de olho.

Terça-feira

Déficit primário – Sai na tarde desta terça-feira o resultado primário do Governo Central em agosto. Este dado refere-se à saúde econômica brasileira, calculando a diferença entre o que o governo arrecada e os gastos públicos, sem considerar os juros da dívida. Em julho, o déficit primário brasileiro foi de R$87,8 bilhões.

Trump x Biden – O esperado debate eleitoral entre os candidatos à presidência dos Estados Unidos acontece às 22h00 da terça-feira. O republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden se enfrentarão nas urnas em novembro.

PMI industrial – O Índice de Gerentes de Compras, PMI, industrial da China sai nesta terça-feira. Tanto o Serviço Estatístico Nacional da China, NBS, quanto a empresa Caixin/Market, que medem o índice, devem registrar PMI acima dos 50 pontos, indicando aceleração do setor.

Quarta-feira

Discursos – A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, vai discursar novamente. O horário do pronunciamento será 4h20 no horário de Brasília. Os diretores do Federal Reserve de Minneapolis Neel Kashkari e de Dallas, Robert Kaplan, também discursam, às 12h00 e às 19h00, respectivamente, no horário de Brasília.

PMI japonês – O PMI no Japão em setembro será anunciado na quarta e deve ser de 47,3 pontos, indicando retração.

Quinta-feira

Balança comercial – A balança comercial de setembro deve somar US$7,10 bilhões, de acordo com a consultoria LCA. Sai também o Índice de Preço ao Consumidor Semanal, IPC-S.

PMI nos EUA – O Instituto de Gerentes de Suprimentos, ISM, vai divulgar o índice de emprego manufatureiro de setembro. No mês passado, o índice foi de 46,4 pontos. O ISM também anuncia o PMI Industrial americano de setembro, que deve se manter em 56 pontos.

Sexta-feira

Payroll – Sai nesta sexta-feira o relatório de emprego payroll não agrícola dos Estados Unidos. Setembro deve ter 920 mil vagas, abaixo das 1,37 milhão vagas de agosto.

Taxa de desemprego – Outro dado importante sobre a força de trabalho americana é a taxa de desemprego, que o consenso estima a manutenção de 8,3% em setembro.

IPC e produção – A agenda da sexta-feira terá o Índice de Preço ao Consumidor, IPC, de setembro realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Fipe. O investidor também saberá como foi a produção industrial em agosto. No mês anterior, a produção subiu 8%.

Texto: Ana Carolina Amaral / Edição: Angelo Pavini / Imagem: divulgação.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis