TC Mover
Mover

Agenda do investidor: bolsas mundiais, PMIs e Focus

Postado por: TC Mover em 05/10/2020 às 9:33
A Agenda do investidor de hoje traz a abertura e fechamento das bolsas mundiais, o Índice de Gerentes de Compra, PMI, de serviços e composto de diversos países. Além disso, também temos as projeções do mercado para os principais índices da economia no Relatório Focus, divulgado pelo Banco Central. Confira.

A Agenda do investidor de hoje traz a abertura e fechamento das bolsas mundiais, o Índice de Gerentes de Compra, PMI, de serviços e composto de diversos países. Além disso, também temos as projeções do mercado para os principais índices da economia no Relatório Focus, divulgado pelo Banco Central. Confira.

Abertura e fechamento das bolsas mundiais

A notícia de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, testou positivo para Covid-19 abalou os mercados e as principais bolsas mundiais fecharam em queda na sexta-feira. Nos índices americanos, Dow Jones e S&P500 caíram 0,48% e 0,96% respectivamente. No índice Nasdaq, que concentra as principais ações de tecnologia, a queda foi ainda mais acentuada, encerrando o dia com -2,22%. 

No Brasil, o índice Bovespa acompanhou as bolsas americanas e caiu 1,53% no último pregão. 

Na Ásia, os mercados da China permanecem fechados por conta do Feriado do Meado de Outono. O índice Nikkei 225, de Tóquio, fechou em alta de 1,23%.

Na Europa, a segunda-feira começou no azul. Pela manhã, por volta das 8h30, índice Stoxx 600 apresentava alta de 2,9%.

Os mercados futuros apontam para recuperação. Hoje cedo, o futuro do índice Nasdaq era o mais expressivo, com alta de 1,08%, seguido pelos futuros do S&P500 e Dow Jones, que cresciam 0,78% e 0,79% respectivamente.

Agenda do Investidor

PMI da Alemanha – A segunda-feira começa com os dados do Índice de Gerentes de Compras, PMI, da Alemanha. No PMI de serviços, o dado ficou em 50,6 pontos, desacelerando em relação a agosto, quando o índice veio com 52,5 pontos. No PMI composto, que reúne indústria e serviços, o dado de setembro foi de 54,7 pontos, ante 54,4 de agosto.

PMI da Zona do Euro – A Zona do Euro também divulgou dados do PMI de setembro. O índice de serviços veio com 48 pontos, abaixo do mês anterior, quando o número foi de 50,5 pontos. No PMI composto de setembro, o dado foi de 50,4 pontos, ante 51,9 do mês de agosto.

Varejo – Além do PMI, saiu a variação do varejo na Zona do Euro. As vendas no varejo em agosto tiveram uma variação de 4,40%, bem acima do consenso que esperava 2,30%. Em julho, o dado havia sido negativo, com queda de 1,30%. No âmbito anual, a variação das vendas no varejo foi de 3,70% ante 0,40%.

PMI Reino Unido – Também saiu o PMI de setembro do Reino Unido. O índice de setembro veio com 56,1 pontos, ligeiramente acima do consenso. Em agosto, o dado havia sido de 58,8 pontos.

PMI americano – Nos Estados Unidos, além do PMI de serviços e composto, também terá o não-manufatura. Todos eles devem ter aceleração em setembro.

PMI do Brasil – No Brasil, o instituto Market vai divulgar o PMI de setembro. No mês anterior, composto teve 53,9 pontos, acelerando. Mas os serviços ainda sofreram retração com 49,5 pontos.

Relatório Focus – A projeção feita pelo mercado sobre a economia brasileira foi divulgada no Relatório Focus do Banco Central às 8h25. Segundo o relatório, o mercado essa semana projeta alta de 2,12% no IPCA. Para o próximo ano, a projeção é para crescimento de 3% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Quanto ao PIB, o relatório dessa semana mostra que o mercado aponta para queda de 5,02%. Em 2021, o esperado é que o índice cresça 3,5%.

Câmbio e Selic – Ainda sobre o Relatório Focus, essa semana, a projeção do mercado para a taxa de câmbio foi de R$5,25. Em 2021, a expectativa é que esse valor caia para R$5,00. Quanto à Selic, taxa básica de juros, a projeção se manteve em 2% essa semana. Para o ano que vem, o mercado espera por uma taxa básica de 2,5%.

Precificação – A Sequoia Logística vai anunciar o preço de sua oferta pública inicial, IPO. A precificação acontece às 18h00.

A semana do investidor

A semana do investidor está repleta de dados importantes, entre eles, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA, que mostra a variação da inflação. Além disso, teremos dados sobre orçamento, construção e o debate eleitoral dos candidatos à vice-presidência nos Estados Unidos. Veja.

Terça-feira

Orçamento 2021 – O Congresso Nacional vai se reunir nesta terça-feira às 9h00 para instalar a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) referente a 2021.

Construção – No Reino Unido, sai o PMI de construção de setembro, que deve apresentar 54,3 pontos, aceleração um pouco abaixo do mês anterior, que foi de 54,6 pontos.

Estados Unidos – A balança comercial americana de agosto deve apresentar saldo negativo de US$66,3 bilhões. Sai também o número de ofertas de emprego nos Estados Unidos, JOLTs, em agosto. No mês anterior, foram 6,62 milhões de vagas.

Petróleo – O Instituto de Petróleo Americano, IPA, vai divulgar a variação semanal de estoque de petróleo nos Estados Unidos.

Quarta-feira

Indústria alemã – Sai nesta quarta-feira a produção industrial alemã em agosto. O consenso coletado pelo TC aponta crescimento de 1,5%.

IGP-DI – A Fundação Getúlio Vargas, FGV, vai divulgar o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna, IGP-DI, de setembro. A Elite Investimentos estima aumento de 3,01%, ante os 3,87% de agosto.

Produção automotiva – Os investidores conhecerão o número de veículos produzidos em setembro, calculado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. Em agosto, foram 210,9 mil veículos. Além disso, o Banco Central vai anunciar o fluxo cambial brasileiro semanal nesta quarta.

Debate eleitoral – Os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos vão participar de um debate eleitoral na quarta-feira às 20h00, horário de Brasília. O republicano Mike Pence concorre ao lado do atual presidente Donald Trump e a democrata Kamala Harris está junto ao Joe Biden. O evento pode ser cancelado devido ao resultado positivo no teste de Covid-19 do Trump.

Relatório FOMC – O Comitê Federal de Mercado Aberto, FOMC, do Federal Reserve, banco central americano, vai divulgar a ata da última reunião de política monetária, que decidiu pela manutenção dos juros de 0,25%. 

Quinta-feira

 

Balança comercial – A balança comercial alemã de agosto será divulgada nesta quinta-feira. Em julho, o saldo foi de 19,2 bilhões de euros. O Brasil terá a balança comercial semanal. Na semana anterior, o saldo foi de US$977 milhões.dapibus leo.

Preço ao consumidor – Também sai na sexta o Índice de Preços ao Consumidor Semanal, IPC-S, calculado pela FGV, que teve alta de 0,82% na semana anterior.

Varejo brasileiro – A variação de vendas do varejo de agosto também faz parte da Agenda do Investidor desta quinta-feira. Em julho, as vendas cresceram 5,2% na comparação mensal.

Lucro – A empresa Camil Alimentos vai divulgar o lucro líquido do segundo trimestre. O montante do primeiro trimestre foi equivalente a R$109,5 milhões.

Seguro-desemprego – Nos Estados Unidos, saem os pedidos de seguro-desemprego, que chegou a 837 mil na semana anterior.

PMI chinês – Os PMIs chineses de serviços e composto de setembro serão divulgado pelo instituto Caixin nesta quinta-feira. Os setores aceleraram em agosto.

Sexta-feira

Inflação – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, divulga na sexta-feira o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA. Este dado é considerado o índice oficial da inflação pelo Banco Central, que deve acelerar de 0,24% para 0,5% em setembro. No acumulado de 12 meses, a expectativa é de voltar aos 3%.

Preços – O Índice de Preços ao Consumidor, IPC, calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Fipe, sai na sexta. Na quadrissemana anterior, foi registrada a alta de 1,07%. A primeira prévia do Índice Geral de Preços do Mercado, IGP-M, de outubro será anunciada pela FGV.

Conferência – Às 11h00 desta sexta haverá uma teleconferência sobre os resultados da empresa Camil Alimentos.

Atacado – Os estoques no atacado dos Estados Unidos saem durante a manhã. Em agosto, os estoques devem ter crescido 0,5%, ante a queda de 0,3% no mês anterior.

Economia – A produção industrial do Reino Unido deve acelerar 2,5% em agosto. O resultado pode ajudar no Produto Interno Bruto, PIB, de agosto, que deve aumentar 4,6%. A estimativa para a variação do PIB no trimestre encerrado em agosto é alta de 8,2%. Outro dado do Reino Unido que sai na sexta-feira é a balança comercial referente a agosto.

Texto: Ana Carolina Amaral

Edição: Angelo Pavini

Arte: Nathália Reiter/TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis