TC Mover
Mover

Agenda do investidor: bolsas mundiais, varejo, conta corrente e IGP-M

Postado por: TC Mover em 18/09/2020 às 11:46
A agenda do investidor de hoje traz fechamento e abertura das bolsas mundiais, IPC da Alemanha, varejo no Reino Unido, conta corrente na União Europeia e EUA, além dos dados da inflação atualizados pela segunda prévia do Índice Geral de Preços do Mercado.

A agenda do investidor de hoje traz fechamento e abertura das bolsas mundiais, IPC da Alemanha, varejo no Reino Unido, conta corrente na União Europeia e EUA, além dos dados da inflação atualizados pela segunda prévia do Índice Geral de Preços do Mercado. Confira.

Abertura e fechamento das bolsas mundiais

As bolsas abriram sem uma tendência única em dia de vencimento de quatro mercados, de opções sobre ações, de opções sobre índices de ações, do mercado futuro de ações e do futuro de índices de ações. É o chamado “quadruple witching”, ou bruxaria quádrupla, quando coincidem os vencimentos desses mercados.

Os índices S&P500 e Dow Jones caíram 0,06% e 0,22% respectivamente por volta das 11h10. Já os papéis de tecnologia garantem uma pequena alta de 0,2% para o Nasdaq. As incertezas sobre a economia americana após pronunciamento do presidente do Federal Reserve seguem pesando no pregão.

No Brasil, o Índice Bovespa cai 0,5%, abaixo dos 100 mil pontos.

Na Ásia, o cenário foi de crescimento. Os índices Nikkei e Hang Seng tiveram alta de 0,18% e 0,47% respectivamente. Enquanto isso, Shangai deu um salto de 2,07%.

As bolsas europeias mostravam queda de 0,43% conforme o índice regional Euro Stoxx600.

Agenda do Investidor

IPC zerado – Foi divulgado hoje o Índice de Preço ao Consumidor, IPC, da Alemanha, que ficou estável em relação ao mês anterior, quando havia apresentado alta de 0,20%. No índice anual, os preços ao consumidor caíram 1,20%, menos do que o último levantamento, que havia ficado em queda de 1,70%.

Varejo no Reino Unido – Na agenda do investidor de hoje também tivemos o anúncio dos dados sobre vendas no varejo de agosto no Reino Unido. Os números ficaram acima do consenso, com alta de 0,80%. Em comparação com o mês anterior, o cenário é de desaceleração, tendo em vista que em julho as vendas tiveram alta de 3,60%. O núcleo de vendas, que exclui automóveis e combustíveis, confirma esse cenário, com alta de 0,60% ante 2% do mês anterior.

Saldo em conta corrente – A União Europeia divulgou o saldo em conta corrente do mês de julho, que ficou no positivo com 25,5 bilhões de euros. No levantamento do mês anterior, o saldo registrado era de 17,3 bilhões de euros. Os Estados Unidos também divulgaram seu saldo em conta corrente do segundo trimestre, de -US$170,5 bilhões, ante consenso de -US$157,9 bilhões e um déficit no trimestre anterior de US$104,2 bilhões.

IGP-M em alta – Hoje cedo também foi divulgada a segunda prévia do Índice Geral de Preços do Mercado, IGP-M, de setembro, calculado pela Fundação Getúlio Vargas. Os números ficaram acima do consenso, apresentando alta de 4,57% ante 2,34% do mês anterior, confirmando as pressões, especialmente no atacado.

Agenda política – A Câmara suspendeu as votações de hoje, que foram adiadas para segunda-feira. O Supremo Tribunal Federal, STF, deve finalizar o julgamento de ação contra privatização de subsidiárias da Petrobrás.

Confiança do consumidor – A Universidade de Michigan divulgou o índice que mede a confiança do consumidor americano em setembro, que ficou em 78,9, acima do consenso de 67,8 e dos 68,5 do mês passado. Já o Conference Board anunciou o seu Índice dos Principais indicadores econômicos, que recuou para 1,2%, ante 3,1% da projeção do mercado.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis