TC Mover
Mover

Agenda do Investidor – Debate eleitoral, política fiscal, IGP-M

Postado por: TC Mover em 25/09/2020 às 23:20

O foco da Agenda do Investidor da próxima semana vai ser a política fiscal do Brasil, com dados sobre Produto Interno Bruto, PIB, resultados primário e nominal do setor público e dívida pública do Tesouro Nacional. As bolsas fecharam em alta nesta sexta-feira, 25, mas caíram na semana. Confira;

Fechamento das bolsas mundiais

As bolsas americanas fecharam em alta nesta sexta-feira, mas caíram pela quarta semana consecutiva. O S&P subiu 1,6% e Dow Jones, 1,34% no dia e o índice Nasdaq teve alta de 2,26%, resultado impulsionado pela valorização das ações tecnológicas. Na semana, o Dow caiu 1,75%, o S&P500, 0,63%. Já o Nasdaq subiu 1,1% na semana. O Ibovespa, porém, se manteve praticamente estável, com -0,01%, ficando um ponto abaixo dos 97 mil pontos. O principal indicador do mercado brasileiro de ações caiu 1,31%.

O índice europeu Stoxx600 continua deslizando, e encerrou o dia com uma pequena queda de 0,1%, acumulando perda de 3,60% na semana. A preocupação com uma nova onda de coronavírus na Europa e as medidas restritivas reduzem os resultados das bolsas.

Agenda do Investidor

Além dos dados fiscais, a Agenda do Investidor também traz o Índice Geral de Preços do Mercado, IGP-M, o Índice de Preço ao Produtor, os dados de emprego do IBGE e Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Caged.

No cenário internacional, é importante o investidor ficar atento ao debate eleitoral do atual presidente e candidato republicano Donald Trump e do ex-vice presidente e candidato democrata Joe Biden. Além disso, a China vai divulgar o PMI industrial e, nos EUA, saem dados de emprego e PIB.

Segunda-feira

Relatório Focus – O Relatório Focus, perspectiva do mercado sobre a economia brasileira, será divulgado pelo Banco Central. O documento mostrou na semana passada a perspectiva de uma queda de 5,05% no Produto Interno Bruto, PIB, para este ano e a alta de 1,99% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA.

Dívida pública – Na tarde desta segunda-feira, sai o relatório da dívida pública do Tesouro Nacional em agosto. No mês anterior, a dívida brasileira somou R$ 4,34 trilhões. A coletiva sobre o documento será às 15h00.

Economia – O Banco Central divulgará notas sobre o mercado aberto, a política monetária e as operações de crédito referentes a agosto. Saem a variação de crédito total e a taxa de inadimplência de recursos livres, ambos de agosto.

Balança Comercial – Sai na segunda-feira a balança comercial semanal produzida pelo Ministério da Economia. De acordo com o Banco Bradesco, o saldo da balança comercial brasileira de 2020 deve chegar a US$62,8 bilhões.

IPO – Após uma semana turbulenta na B3, com cancelamentos de oferta pública inicial, IPO, da BR Partners e Caixa Seguridade, a Melnick, código MELK3, fará sua estreia às 10h desta segunda. Além disso, a Compass, código PASS3, e a Boa Vista, código BOAS3, vão precificar seus IPOs.

Indústria – Sai também a sondagem industrial de setembro feita pela Fundação Getúlio Vargas. Nos Estados Unidos, também terá sondagem industrial de Dallas de setembro. A estimativa é que aumente de 8 pontos para 8,5 pontos em relação a agosto.

Fed Cleveland – A diretora do Federal Reserve de Cleveland, Loretta Mester, discursará às 15h00 no horário de Brasília. O Fed vem alertando sobre a necessidade das ajudas fiscais para famílias e empresas para retomar a economia americana.

Zona do Euro – A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, fará pronunciamento às 10h45, horário de Brasília.

Terça-feira

Confiança no euro – A terça-feira começa com dados sobre a confiança do consumidor na Zona do Euro em setembro. A previsão é de uma leve melhora, mas ainda longe do resultado positivo, registrando -13,9 pontos. Em agosto, foram -14,7 pontos.

Alta no IGP-M – No Brasil, os investidores vão acompanhar o Índice Geral de Preços do Mercado, IGP-M, calculado pela Fundação Getúlio Vargas, FGV. Este índice geralmente é usado para corrigir contratos, como aluguéis. A LCA Consultores prevê aumento de 4,35% para setembro, bem acima dos 2,74% registrados em agosto.

Emprego – Outro dado brasileiro importante é o registro do Caged, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, que informa o número de empregos com carteira assinada no Brasil.

Déficit primário – Sai na tarde desta terça-feira o resultado primário do Governo Central em agosto. Este dado refere-se à saúde econômica brasileira, calculando a diferença entre o que o governo arrecada e os gastos públicos, sem considerar os juros da dívida. Em julho, o déficit primário brasileiro foi de R$87,8 bilhões.

Preço ao Produtor – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, divulga nesta terça-feira o Índice de Preços ao Produtor, IPP, de agosto. No mês anterior, o IPP subiu 3,22% e em relação ao ano passado, 1,20% e deve continuar acelerando com o dólar e os preços das commodities em alta.

Preço negativo – A Alemanha também vai anunciar o IPP do país. Em setembro o índice deve permanecer em -0,10%, indicando a necessidade de continuidade dos estímulos para o consumo e aquecer a economia alemã.

PMI industrial – O Índice de Gerentes de Compras, PMI, industrial da China sai nesta terça-feira. Tanto o Serviço Estatístico Nacional da China, NBS, quanto a empresa Caixin/Market, que medem o índice, devem registrar PMI acima dos 50 pontos, indicando aceleração do setor.

EUA – Nos Estados Unidos sai a balança comercial de agosto. No mês anterior, registrou o resultado negativo de US$-79,32 bilhões. Além disso, será divulgada a confiança do consumidor americano, que deve ser de 89 pontos em setembro. Outro dado americano anunciado na terça será a variação de estoques de petróleo medida pelo Instituto Americano de Petróleo, API.

Trump x Biden – O esperado debate eleitoral entre os candidatos à presidência dos Estados Unidos acontece às 22h00 da terça-feira. O republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden se enfrentarão nas urnas em novembro.

Japão – Também sai na terça a variação de vendas no varejo japonês em agosto. Em relação a 2019, o dado do varejo deve cair 3,5%. No mês anterior, as vendas tiveram queda de 3,3%. Além disso, o Japão divulga a produção industrial, que tem estimativa de alta de 1,5%.

Quarta-feira

Petrobras – O Supremo Tribunal Federal, STJ, vai julgar as ações contra a privatização das subsidiárias da Petrobras na quarta-feira.

PNAD – O IBGE divulga a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, PNAD Contínua, de julho. O estudo é considerado o indicador oficial de emprego do país. O consenso estima crescimento para 13,7% no desemprego, ante 13,3% em junho.

Setor público – O resultado primário, que é a diferença entre a receita e os gastos do setor público consolidado em agosto, vai ser divulgado nesta quarta. Em julho, o déficit foi de R$81,1 bilhões. Além dele, também será anunciado o resultado nominal de agosto, que considera os juros da dívida no cálculo. Em julho, o Brasil acumulou o déficit nominal de R$86,9 bilhões.

Dívida e câmbio – Outro dado fiscal que sai nesta quarta é a relação entre a dívida líquida e o Produto Interno Bruto, PIB, de agosto. A dívida líquida era 60,2% do PIB brasileiro em julho. O fluxo cambial semanal também faz parte da Agenda do Investidor.

B3 – As empresas Compass, código PASS3, e Boa Vista, código BOAS3, estreiam na B3 nesta quarta-feira, às 10h00.

Na Europa – O Reino Unido vai divulgar o PIB do segundo trimestre. No trimestre anterior, houve retração de 2,2%. Já a Alemanha mostra a variação nas vendas do varejo de agosto, que no mês anterior apresentou queda de 0,9%. Também sai a taxa de desemprego alemã de agosto.

Discursos – A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, vai discursar novamente. O horário do pronunciamento será 4h20 no horário de Brasília. Os diretores do Federal Reserve de Minneapolis Neel Kashkari e de Dallas, Robert Kaplan, também discursam, às 12h00 e às 19h00, respectivamente, no horário de Brasília.

Despesas e petróleo – A revisão do Produto Interno Bruto do segundo trimestre dos Estados Unidos será divulgada na quarta. Na prévia anterior, o PIB caiu 31,7%. Será divulgado também o número de criação de vagas no setor privado americano, segundo pesquisa da ADP. A estimativa é de criação de 600 mil vagas, ante 428 mil em agosto. Também sai a variação dos estoques de petróleo medida pela Administração de Informação de Energia, EIA.

PMI japonês – O PMI no Japão em setembro será anunciado na quarta e deve ser de 47,3 pontos, indicando retração.

Quinta-feira

PMI europeu – Na Europa, serão divulgados os PMIs industriais do Reino Unido, da Alemanha e da Zona do Euro, todos de setembro. O consenso aponta que os três países devem apresentar PMIs acima de 50, representando aceleração.

Dados da Zona do Euro – Além do PMI, a Zona do Euro também anuncia o Índice de Preços ao Produtor de agosto. Em julho, o índice aumentou 0,6%. A taxa de desemprego de agosto também será conhecida na quinta-feira. No mês anterior, a taxa era de 7,9%.

PMI acelerado – No Brasil, a confiança empresarial de setembro será divulgada pela FGV. Em agosto, o dado de confiança chegou a 94,5 pontos. Além disso, também sai o PMI industrial brasileiro de setembro. Mês passado, o índice foi de 64,7 pontos, acima dos 50 pontos que separa a retração e a aceleração.

Balança comercial – A balança comercial de setembro deve somar US$7,10 bilhões, de acordo com a consultoria LCA. Sai também o Índice de Preço ao Consumidor Semanal, IPC-S.

Rendas e gastos – Nos Estados Unidos, saem dados sobre gastos pessoais de agosto, que devem aumentar 0,7% e renda pessoal de agosto, cuja expectativa é de queda de 2,3%. Também vai ser divulgado o número de pedidos de seguro-desemprego.

PCE de agosto – A Agenda do Investidor da quinta-feira terá o Índice de Preços das Despesas de Consumo Pessoal, PCE, dos Estados Unidos em agosto. No mês anterior o índice, usado pelo Federal Reserve em suas metas de inflação, registrou aumento de 0,3%. O núcleo do PCE, que exclui alimentação e energia, de agosto também está na agenda.

PMI nos EUA – O Instituto de Gerentes de Suprimentos, ISM, vai divulgar o índice de emprego manufatureiro de setembro. No mês passado, o índice foi de 46,4 pontos. O ISM também anuncia o PMI Industrial americano de setembro, que deve se manter em 56 pontos.

Fed de Nova Iorque – John Williams, diretor do Federal Reserve de Nova Iorque, vai discursar às 12h00, horário de Brasília.

Construção civil – A variação de gastos com construção civil de agosto deve aumentar 0,9% em relação a julho, mês que já havia apresentado alta de 0,1%.

Desemprego no Japão – O Japão vai divulgar a taxa de desemprego de agosto. A previsão que a taxa cresça 3%.

Sexta-feira

Payroll – Sai nesta sexta-feira o relatório de emprego payroll não agrícola dos Estados Unidos. Setembro deve ter 920 mil vagas, abaixo das 1,37 milhão vagas de agosto.

Taxa de desemprego – Outro dado importante sobre a força de trabalho americana é a taxa de desemprego, que o consenso estima a manutenção de 8,3% em setembro.

Salário – A quantidade de horas trabalhadas pelos americanos em setembro deve permanecer em 34,6 horas por semana. Quanto aos ganhos salariais por hora, devem elevar 0,2% em setembro.

Indústrias americanas – As encomendas à indústria em agosto nos Estados Unidos devem crescer 1,3%. A Universidade de Michigan vai disponibilizar a pesquisa de condições de negócios e a confiança do consumidor americano, ambos em setembro.

Fed da Pensilvânia – O diretor do Federal Reserve da Pensilvânia Patrick Harker vai discursar às 10h00, horário de Brasília

IPC e produção – A agenda da sexta-feira terá o Índice de Preço ao Consumidor, IPC, de setembro realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Fipe. O investidor também saberá como foi a produção industrial em agosto. No mês anterior, a produção subiu 8%.

Preços ao consumidor – Na Zona do Euro também vai ser divulgado o IPC de setembro. Além disso, o núcleo do IPC, que exclui alimento e energia, de setembro deve aumentar 0,5%.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis