Mover

Agenda do Investidor: Dívida pública, ata do FOMC, PCE, seguro-desemprego

Postado por: TC Mover em 25/11/2020 às 6:00

São Paulo, 25 de novembro – A Agenda do Investidor desta quarta-feira está mais carregada com dados americanos por ser véspera do feriado do Dia de Ação de Graças, um dos mais importantes no país, seguido da Black Friday. Um dos dados adiantados devido ao feriado é sobre o seguro-desemprego.

Em destaque, está a divulgação da ata da reunião de política monetária do Comitê Federal de Mercado Aberto, FOMC e do Índice de Preços para Gastos de Consumo Pessoal, PCE. Já no Brasil, saem dados sobre a dívida pública. Confira abaixo a Agenda do Investidor completa.

Investimento e contas externas – Na quarta-feira, saem os dados de contas externas brasileiras, as transações correntes. Junto serão conhecidos os números do volume de investimento estrangeiro direto de outubro. No mês anterior, o saldo foi de US$1,6 bilhão. 

INCC e consumidor – A Fundação Getúlio Vargas, FGV, vai divulgar o Índice Nacional de Custo da Construção do Mercado, INCC-M, de novembro. Esse dado faz parte do cálculo do Índice Geral de Preços do Mercado, IGP-M. Além do índice, a FGV também mostrará a sondagem do consumidor de novembro.

IPC-Fipe – Também sai a terceira quadrissemana de novembro do Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, IPC-Fipe. Na quadrissemana anterior, o índice aumentou 1,12%.

Dívida pública – Os investidores devem ficar atentos ao relatório sobre a dívida pública do Tesouro Nacional em outubro. No mês anterior, a dívida era de R$4,53 trilhões.

Fluxo cambial – O Banco Central divulgará o fluxo cambial. Na semana anterior, o saldo era de US$3,52 bilhões.

Seguro-desemprego – Já nos Estados Unidos, saem dados semanais sobre o seguro-desemprego. A estimativa é que nesta semana sejam registrados 725 mil pedidos, menos que na semana anterior, que teve 742 mil pedidos.

Ata FOMC – A ata da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto, FOMC, que decidiu manter a taxa de juros nos Estados Unidos ente 0,00% e 0,25%, será divulgada às 16h, horário de Brasília. Nesse documento, o Federal Reserve deve reforçar o cenário de cautela e incerteza da economia americana.

PIB –O Produto Interno Bruto, PIB, americano do terceiro trimestre também sai na quarta. A expectativa é de aumento de 33,10%, confirmando a prévia divulgada no mês passado.

Bens duráveis – Outro dado que sai sobre os Estados Unidos é a variação de pedidos de bens duráveis referente a outubro. A estimativa é de alta de 0,30%.

Atacado e balança comercial – Fará parte da Agenda do Investidor da quarta o número de estoques no atacado dos Estados Unidos referente a outubro.  Também sai a balança comercial americana de outubro. No mês anterior, foi registrado o saldo negativo de US$79,37 bilhões.

PCE – Será divulgado nos Estados Unidos o Índice de Preços para Gastos de Consumo Pessoal, PCE, referentes a outubro e o núcleo do PCE, que exclui alimentos e energia, referente ao terceiro trimestre. Em setembro, o PCE apresentou alta mensal de 0,20%. O PCE é usado como referência para as metas de inflação do Fed. 

Renda e gastos – As variações da renda pessoal e dos gastos pessoais dos americanos em outubro também estarão no radar dos investidores. A renda pessoal deve subir 0,10%, enquanto os gastos devem aumentar 0,40%.

Casas novas – Também saem dados sobre vendas de casas novas nos Estados Unidos em outubro. No mês anterior, foram 959 mil casas novas vendidas.

Michigan – A Universidade de Michigan vai divulgar sua pesquisa de negócios e a confiança do consumidor americano. Ambos os dados são referentes a novembro.

Petróleo – Tanto a variação de estoques de petróleo calculada pela Administração de Informação de Energia, EIA, quanto a contagem de sondas feita pelo Baker Hughes serão divulgadas na quarta.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais