TC Mover
Mover

Agenda do Investidor: Relatório Focus, balança comercial e B3

Postado por: TC Mover em 21/09/2020 às 9:47
A agenda do investidor de hoje traz a divulgação semanal do Relatório Focus pelo Banco Central, balança comercial brasileira, vencimento no mercado de opções de ações e Índice de Atividade Nacional nos EUA. Confira.

A agenda do investidor de hoje traz a divulgação semanal do Relatório Focus pelo Banco Central, balança comercial brasileira, vencimento no mercado de opções de ações e Índice de Atividade Nacional nos EUA. Confira.

Abertura e fechamento das bolsas mundiais

A bolsas de Nova Iorque terminaram a sexta-feira em queda livre. Os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq, encerraram a semana caindo 0,88%, 1,12% e 1,07% respectivamente.

Hoje cedo, os mercados futuros derretiam. A expectativa pela manhã era de que a fila de queda tenha Nasdaq -1,68%, S&P 500 -1,70% e Dow Jones com -1,97%.

A aversão ao risco dos investidores globais disparou com a investigação jornalística que revelou que os bancos britânicos HSBC e Standard Chartered, entre outros gigantes do setor, movimentaram mais de US$2 trilhões de fundos ilícitos por mais de duas décadas.

No Brasil, o Índice Bovespa seguiu o fechamento americano e terminou o dia em queda de 1,08%, ficando abaixo dos 100 mil pontos.

Na China, apenas um dos principais índices apresentou crescimento no último fechamento. Nikkei, de Tóquio, foi o felizardo e fechou em alta de 0,18%. Os índices Hang Seng e Shangai, no entanto, fecharam em queda de 2,06% e 0,63% respectivamente.

Na Europa, por volta das 8h30, o cenário era de muitos tons de vermelho. O índice Stoxx 600, que concentra as principais bolsas europeias, estava desmoronando 2,77%. Essa é a pior queda em mais de dois meses e mostra o reflexo do aumento de novos casos de Covid-19 na região.

Agenda do Investidor

Relatório Focus – Foi divulgado na manhã desta segunda-feira o Relatório Focus, do Banco Central. O documento reúne as projeções do mercado para os principais indicadores da economia. Segundo o Focus, o mercado projeta alta de 1,99% no IPCA, ante 1,94% da semana anterior. Para 2021, a expectativa é de alta de 3,01% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

Juros e câmbio – As projeções do mercado para a Selic e a taxa de câmbio seguem as mesmas. Selic deve permanecer em 2% e a taxa de câmbio deve se manter em R$5,25, aponta o Focus. O mercado espera que no próximo ano a taxa de câmbio fique em R$5,00 e a Selic suba para 2,5%.

Produto Interno Bruto – Ainda sobre as projeções trazidas pelo Relatório Focus, o mercado acredita em uma retração de 5,05% do PIB, ligeiramente menor do que a listada na última semana, de 5,11%. Para 2021, o mercado projeta um crescimento de 3,5% do PIB.

Balança comercial – Também na agenda do investidor de hoje, teremos a divulgação da balança comercial semanal brasileira, que deve ocorrer por volta das 15h00. Na última semana, o saldo foi de quase US$1,8 bilhões. A CNI, Confederação Nacional da Indústria, vai anunciar a sondagem industrial do mês de setembro. Em agosto, o índice ficou em 44,1 pontos.

B3 – Nesta segunda-feira também teremos vencimentos no mercado de opções de ações da B3. O vencimento de uma opção de ação representa o último dia para o titular exercer o direito de compra ou venda de um ativo. Além disso, teremos estreia da construtora Cury, ticker CURY3, no Novo Mercado da Bolsa de Valores. A cerimônia de IPO acontece às 9h40.

Follow-On – O investidor também deve ficar de olho no anúncio Follow-On do BNDES para vender as ações da Suzano, que deve impactar nas ações do BNDES. O comunicado foi feito na sexta-feira pela Suzano, e dizia que a BNDESPar, braço de investimentos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, venderá todas as ações que possui da Suzano em oferta pública que deve ser precificada no dia 1 de outubro.

A semana do investidor

A Agenda do Investidor desta semana também destaca os índices de inflação no Brasil, como o IPCA-15 e o INCC-M de setembro. Na terça-feira, o Banco Central divulgará a ata da reunião do Copom, que resultou na decisão de manter a Selic em 2%, também com previsões sobre o comportamento dos preços. Já na quinta-feira, o BC vai divulgar o Relatório de Inflação referente ao terceiro trimestre do ano. Veja.

Terça-feira

Confiança do consumidor – A terça-feira abre com os dados sobre a confiança do consumidor na União Europeia. O resultado negativo de 14,7 de agosto deve se manter em setembro.

Ata do Copom – No Brasil, o Comitê de Política Monetária, Copom, vai disponibilizar a ata da reunião que definiu a manutenção da básica de juros taxa Selic em 2% ao ano.

Sabatina Powell – O presidente do Federal Reserve, banco central americano, Jerome Powell participa de sabatina no Congresso entre terça e quinta-feira. Na última quarta-feira, após anunciar a manutenção dos juros americanos perto de zero, Powell deixou incertezas sobre a recuperação econômica dos Estados Unidos e falou da necessidade de mais incentivos fiscais que precisam ser aprovados pelo Congresso.

Sondagem industrial – O Federal Reserve de Richmond divulgará a sondagem industrial em setembro. O setor registrou 18 pontos no mês anterior.

Petróleo e casas – Será conhecida nesta terça-feira a variação semanal de estoques de petróleo americano medida pelo Instituto Americano de Petróleo, API. Além disso, sai também dados sobre vendas de casas usadas no país em agosto. Houve aumento de 24,7% em julho.

PMI japonês – O Japão divulgará o Índice dos Gerentes de Compras, PMI, de setembro. Todos os setores pesquisados, serviços, indústria e composto, que junta os dois, ficaram abaixo de 50 pontos em agosto, indicando desaceleração.

Quarta-feira

Alemanha – Na quarta-feira, a Alemanha divulga o Índice de Confiança do Consumidor de outubro. A previsão é de queda de 1%, levemente melhor que setembro, quando registrou -1,8 ponto. Saem também os PMIs alemães do serviço, indústria e composto. Estima-se aceleração em setembro, com os índices registrando mais de 50 pontos em todos os setores.

PMI – Em meio às dificuldades na negociação do Brexit, tanto a Zona do Euro quanto o Reino Unido anunciam seus PMIs de setembro. Os serviços, indústria e composto da Zona do Euro devem caminhar perto dos 50 pontos, indicando uma leve aceleração. Já os do Reino Unido, apresentam um resultado melhor em todos os setores, com cerca de 56 pontos.

IPCs – No Brasil, o investidor deve ficar atento ao IPCA-15, Índice de Preço ao Consumidor Amplo 15, que serve de prévia para o índice do mês, usado pelo Banco Central em suas metas. O índice considera a coleta de preços entre o dia 16 de um mês até o dia 15 do mês de referência. Conforme a estimativa da LCA Consultores, o indicador deve registrar alta de 0,3%, acima do 0,23% de agosto. Também saberemos qual será o Índice de Preço ao Consumidor Semanal, IPC-S, da Fundação Getulio Vargas. Na semana passada, o índice subiu 0,58%.

Consumidores e indústria de construção – Saem duas sondagens nesta quarta-feira, uma dos consumidores, feita pela Fundação Getúlio Vargas, e outra das indústrias de construção, feita pela CNI. Ambas são referentes a setembro.

Economia brasileira – O Banco Central vai divulgar o fluxo cambial desta semana e o resultado de contas externas, ou transações correntes, de agosto. No mês passado, o saldo de transações correntes foi positivo em US$1,6 bilhão. Além disso, saberemos os dados sobre investimento estrangeiro direto em agosto.

BR Partners – Na quarta-feira, a BR Partners define o preço de sua oferta pública inicial.

Ata do Japão – O Banco Central do Japão divulga a ata da reunião sobre as taxas de juros do país.

Quinta-feira

Clima de Negócio – Sai nesta quinta-feira o Índice de Clima de Negócio da Alemanha, que deve chegar a 93,8 pontos em setembro.

Inflação – O Banco Central vai divulgar e comentar o Relatório de Inflação referente ao terceiro trimestre. Diante do aumento dos preços dos alimentos e da manutenção da taxa Selic, o relatório ganha ainda mais importância.

Sabatinas no Congresso – Além da sabatina de Powell, o secretário de Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, falará no Congresso americano nesta quinta-feira.

Desemprego e casas – Os Estados Unidos divulgam os pedidos de seguro-desemprego na semana. Na anterior, 860 mil pessoas pediram o benefício. Outro dado americano de quinta-feira será o número de vendas de casas novas em agosto, que deve ser de 892 mil.

Reino Unido – Também na quinta-feira, sai o Índice de Confiança do Consumidor no Reino Unido. O consenso aponta a manutenção de -27 pontos em setembro.

Sexta-feira

Construção – Na sexta-feira, a Fundação Getúlio Vargas vai trazer o Índice de Nacional de Custo da Construção – Mercado, INCC-M, de setembro. Além de mostrar a variação dos preços da construção civil, esse índice compõe 10% do cálculo do Índice Geral de Preços – Mercado, IGP-M. Em agosto, houve alta de 0,82%. Outro indicador desta quinta-feira é o Índice de Preços ao Consumidor, IPC, calculado pelo Fipe semanalmente.

Bens duráveis – A variação de pedidos de bens duráveis nos Estados Unidos deve despencar em agosto de 11,20% para 1,5%. Em relação ao ano passado, deve registrar 1,2%.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis