Mover

As mais lidas da semana: GM, Lira, e-commerce

Postado por: TC Mover em 31/01/2021 às 8:00
mais lidas da semana

São Paulo, 31 de janeiro – A decisão da GM, código GMCO34, de deixar de produzir veículos movidos a gasolina até 2035; a análise de Leopoldo Vieira sobre os efeitos da possível vitória de Arthur Lira na Câmara; e o rebaixamento, pelo Bradesco BBI, da recomendação para Lojas Americanas, LAME4, Via Varejo, VVAR3, e Mercado Livre, MELI34, estão entre as mais lidas do TC. Confira!

GM (GMCO34) pretende parar de produzir veículos a gasolina até 2035

A General Motors, conhecida como GM, estabeleceu 2035 como meta para parar de produzir veículos movidos a gasolina e diesel, a primeira das grandes montadoras a estabelecer um cronograma na transição para uma linha totalmente elétrica e sem emissão de carbono. Leia a matéria completa aqui.

Leopoldo Vieira: Lira pode vencer no primeiro turno e reaproximar o centro

O analista político do TC, Leopoldo Vieira, aponta as prováveis consequências de uma vitória do deputado Arthur Lira na sucessão da Câmara. Lira conta com o apoio de Bolsonaro, é o favorito na disputa e representa o chamado Centrão. Leia a coluna aqui.

Cauteloso com e-commerce, Bradesco rebaixa Mercado Livre (MELI34) e Via Varejo (VVAR3)

O Bradesco BBI rebaixou a recomendação das ações das Lojas Americanas, LAME4, e Via Varejo, VVAR3, e do recibo de ações negociado no Brasil, BDR, do MercadoLibre, conhecido como Mercado Livre, código MELI34, para neutra devido a uma visão mais cautelosa quanto ao rumo do e-commerce no Brasil. Leia a matéria completa aqui.

Castello diz que diesel da Petrobras (PETR4) não está caro e culpa Odebrecht por Braskem

Roberto Castello Branco, diretor-presidente da Petrobras, códigos PETR4 e PETR3, participou na quinta-feira de evento virtual promovido pelo Credit Suisse sobre os desafios e oportunidades para a estatal nos próximos anos, abordando temas como o preço do diesel e a venda de fatia na Braskem, código BRKM5. Leia a matéria completa aqui.

Bolsonaro reafirma defesa do Teto e fim do auxílio; DIs enxugam

O presidente Jair Bolsonaro defendeu a manutenção do Teto de Gastos em evento promovido pelo Credit Suisse. Ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro disse que o governo tem “compromisso firme” com o Teto, e que quaisquer medidas de auxílio “não podem se tornar permanentes”. Leia a matéria completa aqui.

Texto: João Pedro Malar
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / TC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais