TC Mover
Mover

As mais lidas da semana: Hering, Santander, Sanita

Postado por: TC Mover em 02/05/2021 às 7:00
Mais Lidas da Semana incluem Hering, Santander e Sanita

São Paulo, 2 de maio – A notícia sobre a fusão da Hering pelo Grupo Soma, avaliada em mais de R$5 bilhões foi uma das mais acessadas na TC Mover. Outro destaque foi o balanço do Santander Brasil, que superou consenso e teve lucro líquido recorde. Além disso, a análise do contribuidor do TC, Sérgio Sanita, sobre o papel do Banrisul chamou a atenção dos investidores. Confira abaixo as notícias mais lidas da semana!


Avaliada em R$5,1 bilhões, Hering esnoba Arezzo e aceita proposta da Soma

A Companhia Hering fechou, na última segunda-feira, 26, um acordo de fusão por meio do qual será incorporada pelo Grupo Soma em transação que a avalia em R$5,1 bilhões, após esnobar a rival de luxo Arezzo & Co em 15 de abril. Com isso, ela integrará uma plataforma de grifes que busca consolidar desde o luxo até o básico. Leia aqui a matéria.


Santander Brasil surpreende com balanço e formaliza compra de Toro; Papel dispara

O presidente do Santander Brasil, Sergio Rial, revelou em teleconferência de resultados que a instituição formalizará a compra da Toro Investimentos na sexta-feira, 30. A aquisição da corretora fortalecerá a plataforma de ações do banco, afirmou. As units do Santander dispararam e puxam o Ibovespa na última quarta-feira, 28, após divulgação de lucro líquido gerencial recorde no primeiro trimestre, acima dos consensos, e as declarações do executivo do banco. Leia aqui a matéria.


Sanita: Banrisul apresenta boa assimetria para recuperação comparada com IFNC

O contribuidor do TC, Sérgio Sanita, analisou o Banrisul (BRSR6), banco cujas ações foram afetadas pela pandemia. Para Sanita, porém, é possível notar um gap entre a instituição e o IFNC, e há chances de o banco se recuperar e valorizar. Leia aqui a coluna na íntegra.


Caixa recorde pode impulsionar recompras e dividendos da Vale, dizem executivos

Uma geração recorde de caixa da Vale deverá impulsionar recompras e pagamento de dividendos para acionistas. A informação foi dada na teleconferência de resultados da empresa na última terça-feira, 27, com comentários do diretor-presidente Eduardo Bartolomeu, do diretor financeiro, Luciano Siani, do diretor-executivo de ferrosos, Marcelo Spinelli, e do diretor-executivo de metais básicos, Mark Tavares. Leia aqui a matéria.


CSN bate consenso de lucro com IPO da Mineração

A Companhia Siderúrgica Nacional bateu as expectativas do mercado com um lucro líquido de R$5,7 bilhões, bem acima do consenso de R$3,9 bilhões. O ganho impulsionado pela abertura de capital de sua área de mineração, recuperação de volumes de vendas, melhores preços em siderurgia e alta dos preços do minério. Refletindo o balanço, as ações da CSN e da CSN Mineração subiram no início do pregão da última quinta-feira, 29. Leia aqui a matéria.


Real deve apreciar com exportadores e taxa Selic, diz Itaú

Em meio à pandemia e ao risco fiscal elevado, o real não tem captado o bom humor das commodities, mas a tendência da moeda brasileira é de alta. O motivo seria que o exportador deve diminuir seu ímpeto de deixar boa parte das receitas no exterior. Além disso, o aumento previsto na taxa básica de juros, a taxa Selic, também deve atrair capitais ao país, disse a equipe de macro do Itaú Unibanco na última terça-feira, 27. Leia aqui a matéria.

Texto: João Pedro Malar
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / TC


Leia também

Resumo da Semana: Jair Bolsonaro, ações da Tecnisa, PEC Emergencial, CSN e IRB Brasil

XP vê laboratórios perdendo espaço para hospitais

Sanita: Chegou a hora da Tecnisa virar?

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais