TC Mover
Mover

Ativos de risco sobem; no radar, Covid-19, Livro Bege, PIB, PEC: Espresso

Postado por: TC Mover em 03/03/2021 às 9:49
ativos de risco e lockdown em SP

São Paulo, 3 de março – Da Ásia ao pré-mercado de Nova York, os principais índices globais mostram apetite por risco no início desta quarta-feira, embalados principalmente pelo alívio na volatilidade no mercado dos Treasuries americanos. Isso momentaneamente dissipa os temores de aceleração rápida da inflação e enxugamento de liquidez via possível aumento de juros antecipado nos Estados Unidos.


Futuros dos índices americanos sobem, acompanhando Euro Stoxx 600

Por volta das 07h00, o contrato futuro do Dow Jones avançava 0,60%, do S&P 500 0,60%, e o do Nasdaq 0,76%. No mesmo horário, o índice pan-europeu Stoxx Europe 600 subia 0,70%. O euro e a libra esterlina avançam ante o dólar, e o Índice Dólar DXY – que mede o desempenho da moeda americana ante divisas pares – recua levemente. O iene japonês também recua.

As bolsas europeias e a confiança na recuperação das economias desenvolvidas têm o suporte extra das boas leituras finais de fevereiro dos Índices de Gerentes de Compras, PMIs, composto e de serviços. De modo geral, esses indicadores de atividade conhecidos como índices dos gerentes de compras vieram melhores que as leituras prévias e as projeções, indicando que a vacinação está funcionando.


Fed divulga Livro Bege nesta quarta-feira

O ponto interessante dos PMIs brasileiros é que os dados estarão já um passo à frente do número do Produto Interno Bruto, PIB, como tendência de atividade econômica, especialmente em meio ao agravamento da pandemia do coronavírus no Brasil. Nos Estados Unidos sai o Índice dos Gerentes de Suprimentos de serviços. A agenda americana também conta com a divulgação do Livro Bege, com os levantamentos de atividade das agências regionais do Federal Reserve, Fed.


Mercado local deve repercutir fala de Campos Neto sobre restrições

O mercado deve repercutir hoje a fala do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Em evento na noite de ontem, ele disse que os fechamentos dos negócios decorrentes da piora das infecções de SARS-CoV-2 podem afetar o crescimento econômico do primeiro semestre. Até agora, comunicações recentes do BC destacavam expectativa de atividade difícil principalmente nos primeiros três meses do ano.

O BC anuncia hoje o Índice de Commodities de fevereiro. O novo recorde de mortes por Covid-19 alcançado ontem pelo Brasil, 1.726 vítimas em 24 horas, reforça as projeções de que teremos um março difícil. As atenções se voltam para um provável anúncio de fechamento, ou lockdown, no estado de São Paulo.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/TC Mover

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.


Leia também

Calendário Econômico: PIB, PMI, Livro Bege

Especial: Vale (VALE3) repete como queridinha nas carteiras em março, enquanto Petrobras (PETR4) despenca

Corleta: Bolsonaro, o liberalismo retórico e a intervenção categórica

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais