Balança comercial tem sexto superávit consecutivo - TC
TC Mover
Mover

Balança comercial tem sexto superávit consecutivo

Postado por: TC Mover em 02/08/2021 às 18:01
Balança comercial com saldo positivo

Brasília, 2 de agosto – Com o crescimento das exportações da indústria extrativa, a balança comercial brasileira registrou o sexto saldo positivo seguido em julho, de acordo com dados do Ministério da Economia.

A balança registrou superávit de US$7,4 bilhões em julho, aumento de 1,70% pela média diária em relação ao mesmo período do ano passado.

O superávit, entretanto, veio abaixo do consenso do mercado, que apontava para saldo positivo de US$8,7 bilhões no mês. Em julho do ano passado, a balança comercial registrou superávit de US$7,6 bilhões, ligeiramente maior.

Balança comercial acumula superávit de US$44 bilhões no ano

No mês passado, as exportações somaram US$25,5 bilhões, recorde para o período desde o início da série histórica, de acordo com o subsecretário de Inteligência e Estatística de Comércio Exterior do ministério, Herlon Brandão. Já as importações foram de US$18,1 bilhões.

No acumulado do ano, a balança comercial registra superávit de US$44,1 bilhões, ante US$29,9 bilhões no mesmo período de 2020.

Indústria extrativa puxou balança comercial de julho

Os dados de julho foram altamente influenciados pelo crescimento das exportações da Indústria Extrativa, com avanço de 62,7% pela média diária em comparação ao mesmo período de 2020, somando à balança, no total, US$7,3 bilhões. O desempenho do setor foi puxado pela dinâmica do minério de ferro e seus concentrados.

Já a Indústria de Transformação registrou crescimento também expressivo, de 37,7%, somando US$13,1 bilhões à balança. A soja, na agropecuária, impulsionou o setor, que avançou 11,2%, totalizando US$5,03 bilhões no mês.

Pelo lado das importações, julho registrou avanço de 48,2% do setor agropecuário, a US$457 milhões, enquanto a Indústria Extrativa teve aumento de 163,2%, a US$1,2 bilhão. As importações da Indústria de Transformação também cresceram no mês 57%, a US$16,3 bilhões.

Exportações para os EUA aumentaram quase 84%

Em relação aos principais parceiros comerciais, no mês passado, o Brasil registrou crescimento das exportações, com destaque para os EUA, com avanço de 83,6% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Já na América do Sul, as exportações para a Argentina cresceram 61,4% no mês. As exportações de produtos para a China reportaram avanço de 19,6%, enquanto que para a Europa, crescimento de 31,8%.

No mês passado, o Ministério da Economia elevou a projeção para o saldo comercial da balança ao fim do ano, a US$105,3 bilhões, ante US$89,4 bilhões projetados inicialmente.

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Guilherme Dogo e Letícia Matsuura
Imagem: Divulgação


Leia também

Indústria brasileira tem maior crescimento em cinco meses

Vieira: Esforço pela pauta econômica deve permitir progressos

PMI industrial dos EUA renova máxima em julho

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais