Mover

Biden toma posse e busca desfazer legado de Trump; no radar, Copom: Espresso

Postado por: TC Mover em 20/01/2021 às 9:45
posse de joe biden

São Paulo, 20 de janeiro – Com Donald Trump fora da Casa Branca, a transição suave de poder para o democrata Joe Biden que várias vezes foi questionada fornece algum alívio aos mercados nesta quarta-feira.

 

Com a primeira aparição da próxima secretária de Tesouro indicada por Biden, Janet Yellen, implorando ao Senado para “agir com grandeza” e lidar com as consequências do gasto emergencial lá na frente, o investidor parece esperançoso de que o grande pacote de estímulos do novo governo dos Estados Unidos seja aprovado logo. Uma sessão noturna amplamente positiva registrou ganhos nas bolsas de Hong Kong, Xangai e Sydney, enquanto Tóquio recuou.

 

Inflação do Reino Unido dobrou com medidas econômicas contra pandemia

 

Enquanto isso, as consequências dos programas de apoio às economias na esteira da pandemia do coronavírus mostram os primeiros sinais de vida: no Reino Unido, a inflação oficial dobrou para 0,60% na base mensal, com as medidas subjacentes mostrando significativa piora.

 

Embora hoje tenhamos a decisão de política monetária do Banco de Canadá e do Banco Central do Brasil, assim como uma enxurrada de balanços corporativos americanos, o foco será, sem dúvida, a posse de Biden como o 46º presidente dos Estados Unidos.

 

Expectativa sobre questão regulatória e tributária no governo Biden

 

Os investidores estão ansiosos para descobrir se a era Biden será uma de gasto público mais elevado, conflitos comerciais menos intensos e multilateralismo crescente. Ainda mais ansiedade paira no ar quando se analisa a questão regulatória e tributária na maior economia do mundo, ou a postura do novo presidente frente ao dólar americano e à China.

 

A posse de Biden acontece por volta das 14h00, horário de Brasília. Por ora, as bolsas europeias acompanham os futuros dos índices acionários americanos e sobem, impulsionadas pelas boas notícias em matéria de resultados corporativos e pela esperança de mais estímulos.

 

O dólar recua ante moedas pares. O futuro do índice Nasdaq sobe e as ações de tecnologia puxam o índice Stoxx Europe 600 após a disparada da ação da Netflix e da fabricante de chips ASML ao longo das últimas horas.

 

Ressaltamos também o ganho na ação da gigante chinesa de comércio eletrônico Alibaba depois que seu acionista controlador, Jack Ma, reapareceu em público pela primeira vez desde outubro. Ma caiu em desgraça com o governo chinês após criticar a postura regulatória do regime.

 

 

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/TC

 

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine o Mover Pro.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais