TC Mover
Mover

Bolsas caem à espera de pacote nos EUA; no radar, vírus, balanços, inflação: Espresso

Postado por: TC Mover em 15/10/2020 às 20:25

São Paulo, 15 de outubro – As bolsas fecharam em queda hoje refletindo o aumento dos casos de coronavírus na Europa e as novas medidas de distanciamento social em várias cidades da região. O impasse no Congresso dos Estados Unidos em torno de um novo pacote de ajuda para famílias e empresas atingidas pela pandemia também colaborou para a queda das bolsas.

O aumento dos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos para o maior nível em sete semanas mostra que a recuperação da economia americana ainda é frágil e desigual, o que reforça a expectativa em torno do pacote. 

As pressões do presidente Donald Trump por uma nova ajuda de US$1,8 trilhão antes das eleições, porém, esbarram na resistência dos líderes do próprio partido do governo. Os republicanos dominam o Senado e defendem uma ajuda muito menor, de US$500 bilhões. 

O receio com a perda de fôlego da atividade ofuscou os resultados positivos das empresas e fez os índices das bolsas americanas fecharem em baixa pelo terceiro pregão seguido.

Ibovespa cai

No Brasil, em meio aos escândalos de políticos com dinheiro na cueca e traficantes libertados pelo Supremo Tribunal Federal, os investidores acompanharam novas declarações do ministro Paulo Guedes cogitando desistir do imposto sobre transações digitais, hipótese logo descartada por assessores. O Ibovespa caiu, acompanhando o exterior, mas se manteve acima dos 99 mil pontos. 

Covid-19 e pacote

Amanhã, os investidores devem voltar suas atenções para os casos de Covid-19 na Europa e nos Estados Unidos, para avanços em vacinas e às discussões do pacote no Congresso americano. 

A campanha eleitoral americana entra na reta final e Trump deve aumentar os ataques e promessas para tentar reverter a vantagem de 11 pontos nas pesquisas do democrata Joe Biden, cuja vice, Kamala Harris, teve de suspender a campanha depois de um assessor apresentar sintomas de Covid-19. 

Agenda com inflação e produção industrial

Na agenda desta sexta-feira, 16, o destaque no Brasil será a inflação, com o IPC-S da segunda quadrissemana e o IGP-10 de outubro, que deve desacelerar para 2,61% depois de subir 4,34% em setembro. 

Na Zona do Euro, saem a balança comercial de agosto e a inflação ao consumidor, o CPI de setembro, que deve seguir com deflação na comparação mensal. Nos Estados Unidos, destaque para as vendas no varejo e a produção industrial, ambas de setembro, que devem apresentar melhora, e o índice de Confiança do Consumidor da Universidade de Michigan. A agenda de balanços será mais leve, com destaque para a empresa de tecnologia Honeywell.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Nathália Reiter/TC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis