Mover

Bolsas dos EUA têm recordes; no radar, Jerome Powell, Livro Bege, balanços, Orçamento: Espresso

Postado por: TC Mover em 09/04/2021 às 20:36

São Paulo, 9 de abril – As bolsas americanas retomaram o rali nesta sexta-feira. O Dow Jones Industrials e o S&P500 fecharam com recordes, garantindo um ganho perto de 2,00% para ambos. A semana foi marcada pela volta do otimismo com os sinais de retomada da economia dos Estados Unidos, seja na redução do desemprego, seja pelo avanço na vacinação da população.


Inflação ao produtor e juros longos não impediram alta das bolsas nos EUA

Nem mesmo a alta da inflação ao produtor nos EUA em março e a subida dos juros longos durante o dia foram capazes de deter a animação dos investidores, e que beneficiou especialmente setores e empresas ligadas à reabertura da economia, como as de cruzeiros marítimos, companhias aéreas e turismo. Já as ações de tecnologia foram beneficiadas pela queda dos juros longos.

O clima propício para o risco foi reforçado pelas declarações do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. A ata do FOMC, Comitê Federal de Mercado Aberto, e as falas de Jerome Powell indicaram no meio da semana que as políticas de estímulos via juros perto de zero e recompras de títulos ainda vão perdurar por vários meses e que a inflação pode subir agora, mas não será um movimento persistente.

Os juros longos chegaram a subir hoje e o rendimento dos Treasuries de dez anos ganhou 3 pontos-base, para 1,66%, impulsionados pela inflação ao produtor. Contudo, fecharam bem longe do pico de 1,77% da semana passada, indicando confiança nas indicações do Federal Reserve. O dólar também subiu no dia, com o índice DXY avançando 0,10%, mas terminou a semana em baixa de 0,9%, pelo recuo dos juros e pela expectativa com o pacote de estímulos para o setor de infraestrutura que o presidente Joe Biden negocia com o Congresso e pode jogar mais US$2,3 trilhões na economia.


Mercado deve revisar projeções após divulgação da inflação de março

A agenda econômica da próxima semana começa com o Resultado Fiscal do Tesouro de março na segunda-feira. Junto, saem as projeções do mercado no Relatório Focus, que podem ter alguma revisão pela inflação de março e a primeira prévia do IGP-M de abril, ligeiramente abaixo do esperado. Tem também as vendas no varejo da Zona do Euro de fevereiro.

Terça-feira saem as vendas no Varejo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, de fevereiro. O dado deve melhorar na comparação mensal, de queda de 0,20% em janeiro para alta de 0,10% no conceito restrito.

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: TC Mover


Leia também

Calendário Econômico: Vencimento de opções, serviços, varejo, inflação, Livro Bege

Resumo da Semana: Carteiras, Vale, Orçamento

Santos Brasil desembolsa R$157,3 milhões e leva três terminais em leilão da Infra Week

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais