TC Mover
Mover

Bolsas recuam com vírus; no radar, Trump-Biden, China, Renda Cidadã: Espresso

Postado por: TC Mover em 29/09/2020 às 19:38

As bolsas encerraram a terça-feira, 29, em queda, diante do receio de crescimento dos casos de coronavírus, que já matou mais de 1 milhão no mundo todo. A Europa retomou restrições de circulação e a nova onda de contaminação ameaça vários Estados americanos.

Os investidores também aumentaram a cautela diante do debate de hoje à noite, entre o presidente republicano Donald Trump, que luta pela reeleição, e o democrata Joe Biden. O confronto, que marcará 60 anos de debates transmitidos ao vivo nos Estados Unidos, trará mais detalhes das propostas de cada candidato e deverá influenciar de maneira mais direta os negócios nos próximos dias.

Trump é visto como favorito dos investidores, por sua política de cortes de impostos e menor intervenção na economia, mas Biden está na frente nas pesquisas e sua performance no debate pode mudar o jogo dos mercados.

Pesquisas sobre vacinas também podem melhorar o humor. Resultados preliminares de testes da vacina desenvolvida pela Johnson & Johnson mostraram que ela é segura e induziu resposta imune mesmo após uma única aplicação. No Brasil, a Anvisa decidiu adotar um mecanismo mais rápido liberar as vacinas, a “submissão contínua”.

Sinal de alerta

No Brasil, além do exterior, o Ibovespa sofreu com o aumento do risco fiscal após sinais de falta de sintonia entre líderes governistas no Congresso e a equipe econômica na busca por recursos para financiar o Renda Cidadã, programa que deve substituir o Bolsa Família.

A proposta de usar recursos de precatórios e da educação básica anunciada ontem repercutiu muito mal nos mercados e aumentou as dúvidas se o governo conseguirá manter o teto de gastos no ano que vem.

Ibovespa de volta a junho

O Ibovespa caiu mais de 1% e voltou para a menor pontuação desde 16 de junho. Os juros voltaram a subir, tanto no mercado futuro quanto nos títulos do Tesouro. Mas o dólar caiu diante do real, acompanhando o exterior.

A queda do petróleo também ajudou a derrubar o Ibovespa via Petrobras. O receio do impacto sobre o consumo da pandemia pesou mais sobre o petróleo do que a redução dos estoques brutos nos EUA, de 831 mil barris na semana, segundo a API. Amanhã, a EIA divulga dados de estoques.

Arte: Nathália Reiter

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis