Mover

Bolsas sobem com Jerome Powell; no radar, inflação, Infra Week, Orçamento: Espresso

Postado por: TC Mover em 08/04/2021 às 20:49

São Paulo, 8 de abril – As bolsas retomaram o ânimo hoje após declarações do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, indicarem que o banco central dos Estados Unidos não está satisfeito com a recuperação da economia americana. Com isso, o Fed deverá continuar mantendo os incentivos para a atividade ainda por um bom tempo.


Seguro-desemprego americano derrubou juros longos

O S&P500 bateu novos recordes, intradiário e de fechamento. O Nasdaq subiu 1,0%. Ambos os índices foram impulsionados pelos papéis de tecnologia, que ganharam após dados de pedidos de seguro-desemprego ficarem acima do esperado nos Estados Unidos. Isto indicou uma recuperação economia ainda irregular, o que derrubou os juros longos.

O Dow Jones Industrials, mais ligado à recuperação da atividade, sofreu com os dados de emprego. Contudo, o índice reverteu as perdas da manhã e fechou no azul após as falas de Jerome Powell. O presidente do banco central dos Estados Unidos reforçou que não vê uma retomada persistente da inflação no curto prazo que exija mudanças de políticas do Fed.

Jerome Powell também demonstrou grande preocupação com o desemprego, seu “pior pesadelo”. Ele também disse que é preciso esperar mais meses para confirmar que a recuperação do mercado de trabalho registrado pelo Payroll de março é uma tendência.


Consenso aponta aceleração da inflação

No Brasil, a agenda de amanhã terá como destaque o índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA, de março. O índice, considerado a inflação oficial do Banco Central, deve subir cerca de 1,00%. Isto resulta em em aceleração em relação ao 0,86% de fevereiro.

Em 12 meses, o acumulado deve passar de 5,2% para 6,17%, acima da meta do BC para o ano, de 3,75% e até do intervalo de tolerância, de 1,5 ponto, ou 5,25%. O índice poderá mexer com os juros e com as apostas para a reunião do Comitê de Política Monetária, Copom, de maio. Amanhã também sai a primeira prévia do IGP-M de abril, que deve desacelerar de 1,95% em fevereiro para 1,41%, segundo a LCA Consultores.

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Jair Bolsonaro vai sancionar Orçamento com vetos, diz Arko

CVM dispensa boletim de subscrição em oferta pública

Vieira: Bolsonaro fortalece Guedes em jantar com empresários

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais