Brasil olha para IGP-M; no radar, Black Friday, desemprego e crédito: Espresso - TC
TC Mover
Mover

Brasil olha para IGP-M; no radar, Black Friday, desemprego e crédito: Espresso

Postado por: TC Mover em 27/11/2020 às 9:40

São Paulo, 27 de novembro – Quem imagina que a liquidez está de volta aos mercados hoje, após o feriado de Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, pode estar se precipitando. A maioria dos investidores se posicionaram antes do feriado para proteger suas carteiras, já que as bolsas norte-americanas fecharam ontem e hoje funcionam por apenas três horas e meia. 

Ontem, vimos no Ibovespa volume muito baixo de negociação por conta da ausência do investidor estrangeiro, que responde por metade do valor financeiro negociado na B3. Diante disso, mais uma vez os dados econômicos no Brasil serão o destaque para os investidores, como a taxa de desemprego e o mais aguardado, o IGP-M do mês de novembro: ambos devem ditar o ritmo dos negócios. 

Então, vamos aos fatos: o IGP-M, que acabou de ser divulgado pela Fundação Getúlio Vargas, desacelerou para 3,28% no mês, porém ficou acima do consenso. Já nos últimos 12 meses, o chamado índice de aluguel acumula alta de 24,52%, o que deve pressionar contratos e trazer de volta o debate sobre o patamar da taxa básica de juros Selic.

Será que o Banco Central fará um movimento de antecipação de alta na taxa nos próximos meses? Saberemos daqui a quase duas semanas. Um fato que chama a atenção relativo ao IGP-M é a startup Quinto Andar, voltada para aluguel e compra de moradias por site, que decidiu trocar o IGP-M pelo IPCA para reajustar os novos contratos de aluguel, uma vez que o IGP-M tem causado muitas dores de cabeça para inquilinos e proprietários devido às oscilações, disseram jornais. 

Taxa de desemprego pode ter novo recorde

Já em relação à taxa de desemprego brasileira relativa a setembro, a expectativa é de aumento, apesar dos dados do registro de empregos com carteira assinada, o Caged, virem melhor do que o esperado nesse mês. Lembremos que ontem, o mesmo indicador, o Caged, mostrou criação de vagas líquidas acima do esperado em outubro. 

Esperamos que a taxa de desemprego atinja novo recorde, aproximando-se de 14,90% ao final do terceiro trimestre deste ano, depois de encerrar junho em 13,30%. De acordo com economistas, é provável que vejamos uma queda considerável no número de pessoas empregadas e uma disparada da informalidade e do subemprego.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais