Mover

Brasil olha para IPCA e falta de medidas fiscais; transição nos EUA puxa bolsas: Espresso

Postado por: TC Mover em 24/11/2020 às 9:50

São Paulo, 24 de novembro – Os principais centros financeiros na Europa e na Ásia mostram desempenho favorável na madrugada e no início da manhã desta terça-feira, com a notável exceção do CSI 300 chinês. 

O feriado nacional de ontem no Japão garantiu um movimento de recuperação superdimensionado que resultou em um aumento de aproximadamente 2,5% tanto para o Nikkei 225 quanto para o Topix. 

Apesar de que alguns achem que o anúncio da AstraZeneca de ontem de que a eficácia da sua vacina contra o coronavírus seja na média de 70%, aspectos associados ao produto, como preço e armazenamento baratos, são significativos. 

Contudo, o sentimento do mercado parece ter sido duplamente impulsionado pelo início formal da transição do poder presidencial nos Estados Unidos de Donald Trump para Joe Biden, apesar dos problemas legais em andamento. Por outro lado, uma pesquisa preliminar da Reuters News mostrou que os estoques de petróleo devem cair nesta semana, indicando que os avanços com a vacina contra a Covid-19 ajudam a elevar a perspectiva da demanda para 2021.

Dados alemães puxam pregão europeu

Pelo lado dos dados econômicos, o pregão europeu começou com uma bem-vinda revisão em alta para o PIB do terceiro trimestre na Alemanha, que veio acima do consenso. Olhando para o futuro, o clima de negócios da Ifo alemã e as pesquisas de confiança do consumidor nos EUA fornecem mais dois destaques. É dessa forma que as ações globais avançam pelo segundo dia seguido, o dólar estende sua queda e atinge seu menor patamar desde 2018. 

As ações de energia puxam o índice Stoxx 600 Europe, seguidas pelos papéis de entretenimento, viagens e bancos. Ou seja, estamos de volta à rotação para cíclicos. Para alguns dos nossos contribuidores no TC, esse movimento pode impulsionar a bolsa brasileira, independentemente dos problemas locais. 

Os ativos seguros mundo afora mostram desempenho mais fraco. Não subestime o poder da declaração de transição nos EUA: além de reduzir a incerteza política, dá ao presidente-eleito acesso às decisões e planos do governo de saída, assim como pode abrir o caminho para uma negociação de estímulos com o Congresso.

IPCA-15 e pauta econômica

E no Brasil, o evento do dia é a inflação medida pelo IPCA-15, que deve apontar alta mensal de 0,72% em novembro, número que pode trazer pressão adicional aos juros futuros – que não param de subir há dias na esteira da ausência de medidas fiscais que preservem o equilíbrio nas contas públicas. 

A desconfiança local cresce, na medida em que o ministro da Economia, Paulo Guedes, promete e não entrega, e o presidente Jair Bolsonaro se safa da responsabilidade de negociar uma saída para a pauta econômica e de ajuste fiscal com o Congresso.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais