Mover

BTG Pactual vê super ciclo de matérias-primas cada vez mais provável

Postado por: TC Mover em 17/12/2020 às 15:03

São Paulo, 17 de dezembro – O rali das matérias-primas não deve parar tão cedo, de acordo com analistas do BTG Pactual, que destacaram o rápido ritmo de recuperação na China, a crescente demanda por fibra, minerais e metais e a reabertura gradual das economias como principais motores da alta nos preços do minério, do cobre e da celulose.

Em relatório, os analistas Leonardo Correa e Caio Greiner disseram que os preços do minério de ferro subiram bastante nos últimos meses devido à maior demanda em meio a uma oferta ainda restrita. Com o consumo chinês crescendo até 6% neste ano, a dinâmica global de preços indica que os metais básicos devem também subir. 

Vale (VALE3) negocia com múltiplos abaixo dos pares globais

Para eles, a ação ordinária da Vale, código VALE3, negocia com múltiplos bastante abaixo dos pares globais. A empresa negocia a 3,9 vezes lucro projetado para 2021, enquanto o valor do negócio equivale a 3,0 vezes a geração anual de caixa estimada, ante as médias do setor de 8,4 vezes para o múltiplo preço-lucro e 4,8 vezes o EV/EBITDA, valor da empresa dividido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização.

Projeções de Gerdau (GGBR4) e Usiminas (USIM5) para 2021 sobem

A retomada econômica em 2021 deve também dar suporte aos preços do cobre, apontaram. Para o aço longo, os analistas projetam aumento de vendas no Brasil em 12% para o segmento de longos, muito atrelado à construção, e 10% para o segmento de planos, muito ligado a eletroeletrônicos e veículos. 

As projeções de geração de caixa para Gerdau, código GGBR4, em 2021 subiram 14% e para a Usiminas, código USIM5, 35%, em comparação com o último relatório divulgado pelo banco.

Estimativa de EBITDA da Suzano (SUZB3) aumenta 17%

Os analistas preveem aumento nos preços de celulose e de papel, com a demanda retomando e gargalos pontuais na oferta. O relatório mostra que o ciclo de preços da celulose tipo BHKP na China mostra queda mais longa do que o normal, o que pode sugerir uma retomada mais rápida. 

Os analistas aumentaram a projeção de EBITDA, lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, para a Suzano, código SUZB3, no próximo ano em 17%, relativo à última análise divulgada.

Desempenho das ações do setor de matérias-primas

Matérias-primas - Vale - VALE3

Por volta das 12h00, as ações da Vale, código Vale3, subiam 0,94%, a R$ 87,03, enquanto o papel da Gerdau, GGBR4, aumentava 2,69%, a R$24,42. A ação da Usiminas, código USIM5, também subia 1,45%, a R$14,02. O papel da Suzano, código SUZB3, registrava alta de 0,46%, a R$54,62. Para acompanhar o desempenho das ações do setor de matérias-primas e de outras empresas, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Felipe Corleta
Edição: Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais