TC Mover
Mover

Credit Suisse vê terceiro tri forte e bom ponto de entrada em ações de construtoras

Postado por: TC Mover em 08/10/2020 às 13:32
O desempenho fraco do setor de construção civil na bolsa no último mês pode ter aberto um bom ponto de entrada nas ações, destacam os analistas do Credit Suisse, liderados por Daniel Gasparete, em relatório desta quinta-feira.

São Paulo, 8 de outubro – O desempenho fraco do setor de construção civil na bolsa no último mês pode ter aberto um bom ponto de entrada nas ações, destacam os analistas do Credit Suisse, liderados por Daniel Gasparete, em relatório desta quinta-feira. 

Para eles, a queda recente desses papéis deve-se mais a fatores técnicos, aumento da aversão ao risco no mercado como um todo e crescentes números de Ofertas Públicas Iniciais, do que pelos fundamentos das empresas em si, uma vez que a expectativa é de que o terceiro trimestre seja marcado por um forte resultado operacional. Nesse sentido, eles reforçam a preferência pelas ações da Eztec, Cyrela, Even e Moura Dubeux.

Volume de vendas de construtoras segue se recuperando

Segundo os analistas do Credit Suisse, os volumes de vendas do setor continuam se recuperando em ritmo acelerado, com os dados de agosto mostrando que a demanda em São Paulo aumentou 46% frente ao mês anterior, enquanto os financiamentos imobiliários atingiram recorde, em termos financeiros, de R$11,7 bilhões no mesmo mês. 

Além disso, há uma clara tendência de alta nos preços dos imóveis residenciais, que aumentaram pelo quarto mês consecutivo, assim como uma melhora no índice de confiança do setor, sinalizando uma recuperação em “V”. 

Ativos de construção devem refletir momento operacional mais forte

Para eles, passado essa grande quantidade de ofertas de ações, que pressionaram os papéis do setor, os ativos de construção devem refletir daqui para frente esse momento operacional mais forte, que já deve ser visto nos balanços do terceiro trimestre. 

Em setembro, o índice Imobiliário caiu 8,01%, enquanto o Ibovespa recuou 4,80%. No ano, o índice do setor acumula queda de 32,47%, contra um desempenho negativo de 16,02% do índice de referência da bolsa brasileira. 

Na terça, os analistas do Credit Suisse já haviam sinalizado, em relatório, que “pouquíssimos setores estão em uma situação tão favorável pós-pandemia e que as prévias operacionais de novembro devem deixar bastante clara essa dinâmica, com receita em alta e forte aumento de lançamentos”. 

Por volta das 13h00 de hoje, as ações da Eztec, Cyrela, Even e Moura Dubeux registravam altas de 1,08%, 1,06%, 1,05% e 0,98%, respectivamente. 

Eztec (EZTC3)

Cyrela (CYRE3)

Even (EVEN3)

Moura Dubeux (MDNE3)

Texto: Paula Barra

Edição: Angelo Pavini e Ana Carolina Amaral

Arte: Nathália Reiter/TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis