Mover

Exterior deve ajudar a aliviar pressão nos ativos brasileiros

Postado por: TC Mover em 27/08/2018 às 8:34

A semana começa com clima mais ameno para os ativos globais. Na última sexta-feira, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, confirmou a política de aumento gradual das taxas de juros nos Estados Unidos, sinal de que nada mudou drasticamente por lá. Com isso, o dólar americano opera próximo à estabilidade e os índices acionários na Europa e na Ásia aproveitaram o bom humor para surfar em notícias corporativas positivas. Já os mercados emergentes eram liderados pela alta do peso mexicano, com conversas de negociação entre os países do Nafta em andamento. A calmaria no exterior pode tirar a pressão dos ativos brasileiros, que derreteram na última semana pressionados pela incerteza político-eleitoral. O câmbio, que fechou a semana com alta de 4,81%, pode reagir com a divulgação de novas sondagens de intenções de voto, entrevistas e o início da campanha. Agora cedo, a primeira delas, a pesquisa FSB/BTG Pactual, mostrou um crescimento da candidata Marina Silva no segundo lugar da corrida, abocanhando mais votos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva do que o candidato substituto dele, Fernando Haddad. No cenário sem o ex-presidente, Jair Bolsonaro mantém a liderança com 24%. Outros assuntos para o dia deve ser a reação do mercado à interdição da refinaria Replan, da Petrobras, pela ANP da última sexta-feira. A estatal brasileira disse que irá retomar as atividades na planta ainda essa semana. Suzano e Fibria também ficam no foco das atenções, com temores de algum revés regulatório em seu plano de fusão. Outra empresa na mira dos investidores é a TIM, após a saída do COO da companhia. Fique de olho ainda em dados do setor externo brasileiro e da indústria americana para agosto.Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

Câmbio: deve seguir calmaria no exterior, à espera de pesquisas eleitorais da semana. Fique de olho em potencial atuação do Banco Central.Juros: deve seguir câmbio, na expectativa do noticiário político e econômico.Bolsa: de olho na eleição e o exterior, deve reagir também ao comportamento das commodities.Ações: Petrobras, com interdição da Replan pela ANP; TIM, com saída de COO da companhia; CSN, com sinalização de alta de preços de até 30% para 2019; CCR, com desistência de venda por parte da Andrade Gutierrez; Hypera, com notícia de que João Alves de Queiroz Filho poderia estar negociando delação premiada; Vale, com presidente da companhia afirmando que política de dividendos robustos “veio para ficar”; Tesla, com desistência de Elon Musk de fechar o capital da companhia.Destaques das recomendações: BTG Pactual diz que saída simultânea de COO e CEO da TIM ($TIMP3) em menos de um mês “definitivamente” não é boa notícia, mas que papel já havia caído no boato. Equipe reitera recomendação de compra.

Principais notícias para começar o dia bem informado

Trading News— Discurso de Powell da última semana ajuda a acalmar ativos ao redor do mundo— ANP interdita Replan, da Petrobras, que deve precisar importar mais derivados— Bull market sob questão? S&P500 fecha na máxima histórica após fala de Powell— Mercado olha para início de campanha na TV, PIB e dólar na semana que vemValor Econômico— Novo dono investe R$ 1,9 bi para recuperar Walmart— Anglo quer jornada maior em minas— ‘Boitech’ ajuda a cortar custos na pecuária— Andrade desiste de vender CCRO Estado de S.Paulo— Partidos têm R$ 3,6 milhões em protestos por ‘calotes’— Bancos tomam 70 mil imóveis por falta de pagamento em 4 anos— Atirador mata 2 em campeonato de videogame— Cresce intervenção do TCM na cidadeFolha de S. Paulo— Sob críticas, TSE corta 395 juízes das eleições— Em carta, arcebispo acusa Francisco de acobertar casos de abuso sexual— José Dirceu volta a atuar no PT e ajuda campanha de Fernando Haddad— Com discurso mais simples, Haddad segue passos de padrinho Lula no nordesteGlobo/G1— De 13 mortes de políticos nas eleições de 2016, só três foram resolvidas no Estado do Rio— Gastos com depredação do patrimônio público dariam para custear seis UPAs por um ano — PT é acusado de fazer propaganda irregular na internet por meio de influenciadores digitais— A cada 15 minutos, uma mulher é agredida no Estado do Rio

Agenda do dia

Indicadores nacionais: — 05h00: IPC 3ª quadrissemana de agosto – Fipe — 08h00: Sondagem da Construção – FGV — 08h00: INCC-M – FGV — 08h25: Boletim Focus – BC— 10h30: Estatísticas do setor externo de julho – BC — 15h00: Balança Comercial – MDIC — ND: Relatório Mensal da Dívida Pública de julho Indicadores internacionais: — 05h00: Índice Ifo de clima de negócios da Alemanha em agosto; consenso 101,8 — 09h30: Índice de Atividade Nacional Fed Chicago de julho; anterior 0,43 Eventos: — 10h00: Presidente Michel Temer tem reunião com presidente do BNDES, Dyogo Oliveira— 10h00: Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, tem reunião com Murilo Portugal, presidente da Febraban— 15h00: Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, tem reunião com embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan— 19h00: Candidata à Presidência Marina Silva fala em entrevista à TV Record — 20h30: Candidato à Presidência Ciro Gomes fala em entrevista no Jornal Nacional, da TV Globo— ND: Pesquisa eleitoral BTG Pactual/FSB para Presidência DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais