Mover

Governo arrecada R$140 bilhões de impostos em novembro, maior montante desde 2014

Postado por: TC Mover em 21/12/2020 às 18:51

São Paulo, 21 de dezembro – A arrecadação de impostos de novembro aumentou 7,3% em relação ao mesmo período em 2019, conforme a Receita Federal. O valor arrecadado, descontada a inflação, totalizou R$140,1 bilhões, superando o consenso de R$136 bilhões. Este é o quarto mês com variação positiva e o maior montante arrecadado para o mês desde 2014, quando atingiu R$142,3 bilhões.

A alta foi impulsionada pelo pagamento de impostos adiados, assim como em outubro, quando a arrecadação aumentou 0,95%. No entanto, na comparação mensal, o recolhimento de tributos recuou 9,79% em novembro.

Pandemia ainda pesa na arrecadação acumulada do ano

A Receita Federal arrecadou R$1,32 trilhão em impostos neste ano, até novembro. Este é o pior volume para o período desde 2010, quando as arrecadações totalizaram R$1,29 trilhão. 

A pandemia impactou diretamente nas atividades econômicas, principalmente em serviços, resultando na redução de pagamento dos impostos. Embora a arrecadação tenha aumentado nos últimos meses, o montante referente aos primeiros 11 meses do ano é 7,95% menor que o do mesmo período de 2019.

Mais de R$10 bilhões foram desonerados em novembro

O governo renunciou R$84,839 bilhões de impostos entre janeiro e novembro. No mesmo período do ano anterior, o valor renunciado foi de R$64,729 bilhões. Contando apenas novembro, a desoneração chegou a R$10,780 bilhões.

Uma das desonerações concedidas pelo governo foi da alíquota sobre as operações de crédito, o chamado Imposto sobre Operações Financeiras, IOF. O imposto foi suspenso de abril até o final do ano devido à crise do coronavírus. 

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Melina Flynn
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais