TC Mover
Mover

Governo Central registra superávit primário de R$43 bilhões em janeiro

Postado por: TC Mover em 25/02/2021 às 17:49
Governo Central

São Paulo, 25 de fevereiro – O Governo Central, que inclui Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social, registrou superávit primário de R$43,219 bilhões em janeiro, batendo o consenso de R$39,4 bilhões. O resultado primário refere-se à diferença entre a receita e as despesas, sem contar os juros.


Governo Central arrecadou mais de R$155 bilhões

A receita líquida total do Governo Central foi de 155,293 bilhões em janeiro, 2,1% inferior ao mesmo mês de 2020. As despesas totais também caíram na comparação anual, fechando em R$112,073 bilhões.

Segundo o relatório, o Tesouro Nacional teve superávit de R$61,906 bilhões, puxando o resultado do Governo Central. Contudo, o Banco Central e a Presidência Social ficaram com resultado negativo de R$215 milhões e R$18,472 bilhões, respectivamente.

De acordo com a economista-chefe do TC, Fernanda Mansano, o bom resultado primário do Governo Central em janeiro se deve à arrecadação acima do esperado. “Pode-se observar que houve um aumento no comparativo interanual de 28,16% no volume de notas fiscais eletrônicas e de 10,16% na produção industrial. Isso significa que as atividades têm retomado”, explica.

Resultado primário é menor que de janeiro de 2020

O superávit primário do Governo Central de janeiro foi abaixo dos R$44,133 bilhões um ano antes. No acumulado de 12 meses, há déficit primário de R$776,4 bilhões, bem acima da meta deste ano de déficit primário de R$247,118 bilhões.

Por volta das 17h05, os contratos futuros de juros, os DIs, avançavam até 17 pontos-base. O DI com vencimento em 2022 subia 14,5 pontos-base.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Fernanda Mansano
Arte:Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Fitch revisa para cima preços do minério de ferro e de metais para 2021

Mansano, Vieira: É necessário contrapartida confiável para trajetória fiscal e novo auxílio

Entrevista exclusiva: Privatização da Eletrobras (ELET6) pode sair em 2022, diz Barros

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais