TC Mover
Mover

Governo eleva projeções do PIB e da inflação para 2021

Postado por: TC Mover em 18/05/2021 às 14:07
Governo aumentou previsões para PIB e inflação

São Paulo, 18 de maio – O governo brasileiro elevou a projeção de alta do Produto Interno Bruno, PIB, para 2021, levando em conta o impacto menor do que o previsto pelo aperto das medidas restritivas e o avanço da vacinação. Mas, com a retomada forte dos serviços no segundo semestre e alta das commodities, o Ministério da Economia também elevou a projeção de inflação para este ano.


Nova estimativa do governo para o PIB ainda é conservadora, segundo secretário

Os novos dados foram divulgados no Boletim Macrofiscal da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia. O ministério estima o PIB de 2021 em 3,50%, ante a última projeção de 3,20%. A mudança está em linha com o aumento das projeções de diversas casas de análise.

O secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, afirmou que a projeção do PIB feita pelo governo ainda é “conservadora”, tendo em vista que a vacinação pode ganhar mais tração e a retomada econômica dos serviços pode ser melhor do que o esperado.

Porém, nesse cenário, o Ministério da Economia também elevou a projeção de inflação para 2021. Ela passou de de 4,42% para 5,05%, bem próximo do limite da meta do Banco Central, de 5,25%. Já o Índice Geral de Preços – Demanda Interna, IGP-DI, teve forte elevação na previsão, passando de 5,06% em março para 15,21% neste mês, pela alta dos preços das commodities.


Vacinação e reformas são vistas como as melhores políticas para atingir previsões

Para atingir os resultados previstos para o PIB, Adolfo Sachsida destacou que “a melhor política econômica é a vacinação e a aprovação de reformas”, algo que, de acordo com ele, o governo está fazendo.

O secretário, porém, afirmou que os riscos de curto prazo ainda seguem relevantes, sendo o mais expressivo a vacinação mais lenta ou aumento de contágio devido a variantes, além da crise hidrológica, que pode afetar fortemente a inflação ao longo do ano ao elevar o custo da energia residencial, de acordo com o secretário.


Governo manteve projeções para 2022, citando incertezas quanto às reformas

Para 2022, as previsões do governo foram mantidas, tanto para o PIB, com previsão de crescimento de 2,50%, quanto para a inflação, mantida em 3,50%. Adolfo Sachsida disse que o crescimento de 2022 mais baixo é reflexo das incertezas sobre a aprovação de reformas, especialmente em ano eleitoral.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Angelo Pavini e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Ernesto Araújo nega interferência de Jair Bolsonaro

Especial: Minerva compensará suspensão de exportação na Argentina com outras plantas, diz fonte

Retomada e commodities animam mercados; CPI da Covid, Eletrobras no radar: Espresso

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais