Ibovespa sobe após FOMC; no radar, estímulos, balanços - TC
TC Mover
Mover

Ibovespa sobe após FOMC; no radar, estímulos, balanços, PIB dos EUA, IGP-M: Espresso

Postado por: TC Mover em 28/07/2021 às 20:07
Ibovespa sobe com commodities

São Paulo, 28 de julho – O Ibovespa teve nesta quarta-feira, 28, a maior alta desde o dia 12. O índice foi puxado pelos papéis de commodities e de bancos e pelo otimismo com a redução de restrições contra a Covid-19 no Estado de São Paulo.

Os mercados externos ajudaram, após o Federal Reserve e seu presidente, Jerome Powell, indicarem que, apesar da melhora da economia e da alta da inflação, ainda vai levar algum tempo para o banco central americano reduzir seus estímulos. As indicações mais suaves do Federal Reserve tiveram pouco impacto nas bolsas americanas, que fecharam sem uma tendência única, com o Dow Jones Industrial e o S&P500 em pequena queda e o Nasdaq em alta, beneficiado pelos resultados acima do esperado das empresas de tecnologia.

O dólar caiu diante de seus principais pares, após anúncio de um acordo para aprovar o pacote de infraestrutura no Congresso americano. O petróleo subiu e o barril do Brent para outubro ganhou 0,35% após relatório mostrar quedas generalizadas nos estoques nos EUA.

Maior alta do Ibovespa em duas semanas é puxada por Vale e Federal Reserve

O Ibovespa emplacou a maior alta e o maior fechamento em duas semanas, subindo 1,34% aos 126.285 pontos. O índice foi sustentado pelo setor financeiro, Vale (VALE3), que registrou recorde histórico de fechamento à espera da divulgação do balanço após o pregão, diminuição de restrições em São Paulo. Além da alta na bolsa, o dólar futuro acentuou perdas com Federal Reserve e pacote de infraestrutura nos EUA, encerrando aos R$5,119, queda de 1,0%. Na curva de juros, os contratos vincendos até 2027 subiram até 4,5 pontos básicos e os mais longos caíram um ponto.

O dia foi positivo para os estreantes na bolsa. Os papéis ordinários da TC (TRAD3) fecharam primeiro pregão na B3 em R$12,60, alta de 32,63% em relação ao preço da oferta, de R$9,50. A TC controla a Mover, que toca a área de informação e inteligência de mercado da plataforma.

A locadora de equipamentos Armac (ARML3) fechou a R$22,18, 33,37% acima do preço da oferta, de R$16,63. Enauta e PetroRio estão confiantes de que a ANP prorrogará as concessões em até 27 anos dos poços de produção de petróleo nos campos de Atlanta e Polvo, segundo apuração do Scoop.

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / Mover

Leia também

Especial: Primeiro desafio de Ciro Nogueira na Casa Civil é preservar sua autonomia

Dívida pública cresce 3,07% em junho e atinge R$5,33 trilhões

Federal Reserve vê economia dos EUA se aproximando de condições para retirada de estímulos

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais