Mover

IGP-M acelera para 2,37% em segunda prévia de janeiro por alta de commodities

Postado por: TC Mover em 19/01/2021 às 15:01
IGP-M

São Paulo, 19 de janeiro – O Índice Geral de Preços – Mercado, IGP-M, medido pela Fundação Getúlio Vargas, FGV, subiu 2,37% na segunda prévia de janeiro, ante 1,18% no mesmo período do mês passado. No acumulado de 12 meses, o índice acelerou de 23,41% para 25,46%.

A alta do IGP-M refletiu a disparada recente das commodities, especialmente do minério de ferro, cujo aumento no preço passou de 2,01% em dezembro para 26,78% em janeiro, segundo a FGV.

Para o cálculo da prévia do IGP-M, foram considerados os dados coletados no período de 21 de dezembro de 2020 a 10 de janeiro de 2021 comparados aos coletados entre 21 de novembro de 2020 a 20 de dezembro de 2020.

Alta do IPA influenciou na segunda prévia do IGP-M

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, IPA, que tem 60% de peso no IGP-M, subiu 3,08%, ante 1,17% em dezembro. Os alimentos processados foram os que mais contribuíram para a alta, com crescimento no preço de 2,89%, ante 0,46% na comparação mensal.

IPC desacelera com baixa de preço em educação

Por outro lado, o Índice de Preços ao Consumidor, IPC, e o Índice Nacional de Custo da Construção, INCC, desaceleraram, variando 0,42% e 0,97% no período de janeiro, respectivamente, contra 1,23% e 1,20% em dezembro. Os dois índices também compõem o cálculo do IGP-M, com peso de 30% e 10%, respectivamente.

 

 

A economista chefe do TC, Fernanda Mansano, explica que, no caso do IPC, o decréscimo se deu pela queda dos preços do grupo de Educação, Leitura e Recreação, reflexo da crise sanitária.

 

Com o resultado da prévia do IGP-M, é importante acompanhar os juros futuros, DIs, em especial os de curto prazo, que podem refletir as incertezas com a inflação.

 

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Igor Sodré, João Pedro Malar e Letícia Matsuura
Arte: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais