Mover

Índice de Confiança de Serviços cai após cinco altas consecutivas

Postado por: TC Mover em 29/10/2020 às 15:15

São Paulo, 29 de outubro – O Índice de Confiança de Serviços, ICS, recuou 0,4 pontos em outubro, somando 87,5 pontos, após cinco meses consecutivos de alta. O dado é calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, FGV-Ibre. Contudo, a média trimestral móvel que encerra em outubro subiu 2,8 pontos.

A pesquisa apontou queda em seis dos 13 segmentos. O Índice de Expectativas, IE-S, e o Nível de Utilização da Capacidade Instalada, NUCI, estão entre os segmentos que recuaram. Já o Índice de Situação Atual, ISA-S, elevou 2,6 pontos, totalizando 17,5 pontos.

Fonte: FGV-Ibre

Índice de Desconforto segue tendência de queda

O Índice de Desconforto é a média da demanda insuficiente, taxa de juros, problemas financeiros, pandemia e fatores políticos e econômicos, como limitações da melhoria dos negócios.

Enquanto o indicador ISA-S mantém uma tendência de alta desde maio, o Índice de Desconforto se comporta inversamente, com queda acentuada desde maio. “Nos últimos meses o desconforto parece diminuir para os empresários, mas ainda existe um longo caminho para voltar ao patamar do início do ano”, explica Rodolpho Tobler, economista da FGV-Ibre.

Fonte: FGV-Ibre

Impacto da pandemia no setor de serviços

A leve queda deixa o índice abaixo do patamar anterior à pandemia, o que sinaliza uma recuperação mais contida e o impacto ainda é sentido nos serviços. “A grande cautela dos consumidores e a incerteza sobre a evolução da pandemia sugerem que o setor ainda enfrentará dificuldades para retornar ao ritmo de recuperação observado do início do ano”, avaliou Tobler. 

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais