TC Mover
Mover

Investidor de varejo já pode aplicar em BDRs de empresas estrangeiras; confira recomendações das corretoras

Postado por: TC Mover em 22/10/2020 às 9:29
A partir de hoje o pequeno investidor poderá alocar seu patrimônio no exterior por meio dos Brazilian Depositary Recipes, os chamados BDRs, negociados na Bolsa de Valores.

São Paulo, 22 de outubro – A partir de hoje o pequeno investidor poderá alocar seu patrimônio no exterior por meio dos Brazilian Depositary Receipts, os chamados BDRs, negociados na Bolsa de Valores. 

A nova regra da Comissão de Valores Mobiliários de negociação dos BDRs entrou em vigor em 1º de setembro, autorizando que os investidores de varejo também pudessem ter acesso a esses ativos. Antes, somente investidores qualificados, com mais de R$1 milhão de patrimônio, podiam comprar esses papéis. 

Conforme determinou a regulação da CVM, a B3 ajustou seu Regulamento para que fosse possível estabelecer o conceito de “mercados reconhecidos”. Posteriormente, a B3 avaliará a inclusão de outras bolsas estrangeiras como “mercados reconhecidos”, disse a bolsa em comunicado.

Os BDRs são recibos de ações garantidos por papéis custodiados por um banco no exterior e que acompanham as cotações das bolsas internacionais e garantem os mesmos direitos, como dividendos, aos compradores.

Carteiras de BDRs recomendadas por corretoras

Apesar de o investimento em BDRs ter sido liberado agora para o varejo, algumas corretoras e bancos já fazem há algum tempo sugestões de BDRs para seus clientes qualificados, com mais de R$1 milhão de patrimônio, e para fundos.

Apresentamos três carteiras sugeridas pela XP, Terra, e Necton para outubro. 

XP Investimentos

Empresa

Código na B3

Facebook

FBOK34

Johnson & Johnson

JNJB34

Amazon

AMZO34

Microsoft

MSFT34

Google

GOOGL34

Disney

DISB34

Activision

ATVI34

Berkshire Hathaway

BERK34

Nike

NIKE34

Alibaba

BABA34

Terra Investimentos

Empresa

Código na B3

Apple

AAPL34

Amazon

AMZO34

Alibaba

BABA34

Google

GOGL34

Tesla

TSLA34

Deere & Company

DEEC34

Paypal

PYPL34

SalesForce.com

SSFO34

Facebook

FBOK34

Johnson & Johnson

JNJB34

Necton Investimentos

Empresa

Código na B3

Amazon

AMZO34

Visa

VISA34

Costco

COWC34

Facebook

FBOK34

Google

GOGL34

Nvidia

NVDC34

Berkshire Hathaway

BERK34

JPMorgan

JPMC34

Pfizer

PFIZ34

Intel

ITLC34

Outras corretoras também recomendaram carteiras de BDRs de empresas estrangeiras. Confira clicando aqui.

BDR: o que é e como funciona

O Brazilian Depositary Receipt, ou BDR, como é popularmente conhecido, é um certificado que representa ações emitidas por empresas de outros países, majoritariamente dos Estados Unidos, mas são negociadas na Bolsa aqui no Brasil. Ou seja, trata-se de um ativo que pode ser adquirido por investidores interessados em investir em empresas estrangeiras.

É importante saber que, ao adquirir um BDR, você não está comprando uma ação da empresa estrangeira. O que acontece é a compra de um título representativo daquela ação. Na B3, os BDRs costumam ter o sufixo 34 e podem ser facilmente identificados. 

O BDR é uma alternativa para diversificação de portfólio, pois ele pode ser acessado de forma simples, pelos sistemas das corretoras, sem a necessidade de mandar dinheiro para o exterior e sem a preocupação com a conversão do câmbio.

Além de possibilitar a diversificação de investimentos, o acesso do produto pelo investidor de varejo não é tributado pelo IOF e evita os custos relacionados à remessa de recursos para o exterior, como câmbio e manutenção de contas.

A liberação para pessoa física torna possível a realização de operações de empréstimo de ativos com BDRs de ações e o uso do produto em garantia na B3, viabilizando maior flexibilidade na realização de operações em outros segmentos.

Saiba mais e acesse a lista completa de BDRs não patrocinados disponíveis na B3 clicando aqui.

Texto: Ana Carolina Amaral

Edição: Guillermo Parra-Bernal

Arte: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais