TC Mover
Mover

Investidor diversifica e bolsa tem menor concentração da história

Postado por: TC Mover em 18/02/2021 às 17:30
bolsa

São Paulo, 18 de fevereiro – O investidor deixou de mirar só as blue chips, empresas com alto valor de mercado e elevada liquidez, e a prova disso é que a bolsa brasileira, B3, teve em 2020 a menor concentração do volume de negócios em grupo restrito de ações da história, segundo a Economatica.


Concentração de giro das ações mais negociadas na bolsa foi de 36,59%

De acordo com o levantamento, as dez ações mais negociadas do mercado na bolsa responderam por 36,59% do giro na B3, a menor taxa da série histórica iniciada em 1994. Para efeito de comparação, a concentração em 2019 estava em 39,7% e oscilou numa faixa de 40% a 55% entre os anos de 2000 a 2018.

Em 1998, ano em que a Telebras sofreu cisão para ser privatizada, a concentração do volume financeiro nas dez mais somou 86,78%. Sozinha, a Telebras representava 58,25% do volume movimentado. Atualmente, a empresa tem ações na bolsa com os códigos TELB3 e TELB4.

Em 2021, até o dia 12 de fevereiro temos 36,9% de concentração entre as top 10. Neste ano, a ação ordinária da Vale, código VALE3, é a mais negociada, com 10,15% do volume médio diário anual da bolsa, seguida pela Petrobras preferencial, código PETR4, com 6,49%.

Volume financeiro movimentado em 2020 foi 71,1% maior que em 2019

Einar Rivero, que assina o estudo, diz que a redução de incertezas políticas com a troca de governo em 2016, a chegada de novas empresas e os juros baixos explicam a maior diversificação. Também ajudaram o crescimento do número de investidores, especialmente pessoas físicas, e do volume negociado no mercado brasileiro. Em 2020, o volume financeiro movimentado no mercado à vista foi de R$6,45 trilhões, valor 71,1% superior ao giro em 2019. Até 2017, a bolsa negociava menos de R$2 trilhões.

Segundo o estudo, 23 ações estão entre as cinco mais negociadas anualmente na bolsa desde o Plano Real até 2021. A ação preferencial da Petrobras está presente em todos os anos da amostra. A ação preferencial classe A da Vale, código VALE5, aparece em 19 anos e é a segunda ação mais presente entre as cinco mais negociadas. Em 2017, o papel deixou de existir, sendo substituído pela ação ordinária, VALE3.

Bradesco, código BBDC4, e Itaú, código ITUB4, aparecem em 15 oportunidades e fazem parte do seleto grupo. Eletrobras, códigos ELET3 e ELET6, OGX Petróleo, código DMMO3, Via Varejo, código VVAR3, e Vivo, código VIVT3, por exemplo, também estão entre os papéis com maior presença no grupo das cinco mais negociadas na bolsa desde o Plano Real.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Angelo Pavini e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

CSN Mineração (CMIN3) dispara em estreia, refletindo apetite estrangeiro por minério

Diluída, PEC de ajuste fiscal pode ser votada semana que vem

Especial: BNDES vende um quarto da posição na Klabin (KLBN11), diz fonte

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais