TC Mover
Mover

Investidores investiriam até 25% do patrimônio em ações estrangeiras, segundo pesquisa da XP

Postado por: TC Mover em 21/10/2020 às 18:46

São Paulo, 21 de outubro – A mudança no Regulamento para Listagem de Emissores e Admissão à Negociação de Valores Mobiliários, permitindo investidores pessoas físicas negociarem em Brazilian Depositary Receipts, BDRs, foi recebida com animação. A maioria dos investidores que participaram da pesquisa do grupo XP, que reúne as corretoras XP Investimentos, Rico e Clear, negociariam até 25% de seu patrimônio em ações estrangeiras.

O estudo mostra que os papéis tecnológicos são os mais procurados, atraindo 86% dos investidores. A Amazon, Apple, Alphabet, que é dona do Google, Microsoft, Facebook e Tesla são empresas que se destacam. Quase 40% dos investidores se interessaram pelo setor farmacêutico, enquanto 37,4% se interessaram nos bancos e instituições financeiras e 36,6% em energia.

BDR liberado aos investidores de varejo

Os investidores de varejo poderão negociar em ações estrangeiras por meio de BDRs a partir desta quinta-feira, 22, ou seja, sem precisar transformar moeda e enviar ao exterior. A negociação acontecerá pela B3.

A nova regra da Comissão de Valores Mobiliários, CVM, que deu acesso aos ativos do exterior a esses investidores entrou em vigor em 1 de setembro. Antes, somente aqueles com mais de R$1 milhão em patrimônio, os chamados investidores qualificados, podiam comprar as ações.

O que é BDR?

Os Brazilian Depositary Receipts, BDRs, são recibos de ações estrangeiras custodiadas por um banco no exterior. O valor do recibo acompanha a cotação da moeda e do papel nas bolsas estrangeiras. O BDR garante os mesmos direitos aos compradores de ação no país do papel, como o dividendo.

Migração de investimentos

A taxa básica de juros, a famosa Selic, entrou em queda-livre, caindo nove vezes consecutivas e, enfim, estacionando nos 2% ao ano. A manutenção dos juros pelo Comitê de Política Monetária, Copom, na última reunião e a perspectiva de manter a política de juros baixos por tempo indeterminado contribuiu para a migração de investimento da renda fixa para a variável.

O número de investidores pessoas físicas na bolsa ultrapassou 3 milhões em setembro. A marca correspondeu um aumento de 3,63% em relação a agosto e 82,37% comparado ao final de 2019.

“O acesso a oportunidades de investimento antes restritas aos investidores qualificados significa que todos os brasileiros poderão agora investir em empresas globais e diversificar seus investimentos para além das fronteiras do país, se beneficiando das mais de 600 opcões de BDRs já listadas na B3, além das que ainda estão por vir”, defende o estrategista-chefe e Head de Research na XP, Fernando Ferreira.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais