Mover

Mercado americano sobe após Payroll; inflação, Orçamento e pandemia no radar: Espresso

Postado por: TC Mover em 05/04/2021 às 9:50

São Paulo, 5 de abril – Os índices futuros do mercado de Nova Iorque avançam em bloco na abertura da semana, reagindo positivamente ao forte Payroll – relatório de empregos gerados pela economia americana em março – divulgado no feriado de sexta-feira.


Japão e Coreia do Sul fecham em alta com Payroll

A geração de 916 mil postos de trabalho superou de longe o consenso de 700 mil, reafirmando a força da retomada da economia americana em meio à vacinação acelerada. O feriado prossegue hoje na China, Hong Kong e em alguns países da Europa, mas Tóquio e Seul fecharam em alta reagindo ao Payroll.

Às 10h45 sairá o indicador de atividade do setor de serviços dos Estados Unidos em março, o PMI, Índice dos Gerentes de Compras. O PMI de serviços japonês agradou, passando de 46,3 pontos em fevereiro para 48,3 no mês passado. O resultado ainda está na zona de contração, abaixo de 50 pontos, mas no maior nível em 14 meses.

Com isso, o PMI composto – que inclui também o industrial, divulgado na semana passada – acelerou de 48,2 pontos para 49,9. O índice ficou na divisa entre a contração e a expansão da atividade.


Inflação se destaca no agenda econômica brasileira

No Brasil, serão destaques na semana os indicadores de inflação, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA, e o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna, IGP-DI, de março, que saem na sexta-feira e quarta-feira. Eles ajudarão a calibrar a expectativa de elevação da Selic daqui a um mês. Mais cedo, saiu o índice IPC-Fipe, da inflação na cidade de São Paulo, reafirmando a trajetória de alta dos preços: acelerou para 0,71% em março, de 0,23% em fevereiro.

No fim de semana, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, deu rara entrevista ao jornal O Estado de São Paulo declarando alinhamento total ao ministro da Economia, Paulo Guedes, na questão do impasse do Orçamento. Segundo ele, se o texto aprovado passar a impressão de que é “inexequível”, aumentam o risco fiscal e os problemas na condução da política de juros.

Campos Neto também mostrou preocupação com o ritmo na vacinação no Brasil. O Estadão de hoje traz projeção da Universidade de Washington segundo a qual o Brasil pode atingir 562 mil mortes até julho. Isto significa uma alta de quase 70% ante as 331,5 mil contadas até este domingo.

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: TC Mover


Leia também

Mansano: Taxa neutra de juros e a relação com a atual política monetária do BC brasileiro

Calendário Econômico: Relatório Focus, ministro Salles, PMI

As mais lidas da semana: IRB Brasil, Mills, IPO do cheque em branco

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais