Mercado de capitais auxilia retomada econômica, diz governo - TC
TC Mover
Mover

Mercado de capitais auxilia recuperação econômica, diz Secretaria de Política Econômica

Postado por: TC Mover em 27/07/2021 às 18:58
Mercado de capitais na recuperação econômica

São Paulo, 27 de julho – O modelo de investimentos com aumento de financiamento por parte do setor privado, e não mais do público, não veio apenas do setor bancário, informou a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia. Segundo ela, a expansão do mercado de capitais ajudou no processo de recuperação econômica do país. Em nota divulgada nesta terça-feira, 27, a SPE também destacou a redução do direcionamento de crédito para o processo de retomada.

De acordo com o documento, a retomada econômica em decorrência da pandemia da Covid-19 tem ocorrido a níveis mais altos em relação aos observados em crises anteriores. Entre os fatores elencados, a secretaria pontua, no mercado local de renda fixa, o volume emitido de títulos privados somente no primeiro semestre deste ano. Foram R$158 bilhões, representando quase 90% das emissões registradas em 2020, além de superar em mais de 50% o recorde de títulos emitidos, em 2019.

IPO ajuda na expansão do mercado de capitais

A expansão do mercado de capitais também se dá pelo processo de oferta pública inicial de ações, ou IPO, por parte de empresas na Bolsa de Valores, conforme a nota. “Deve-se ressaltar que o volume destinado a esses mercados – renda variável e fixa – nos primeiros meses deste ano é superior ao fluxo de capital anual para alguns períodos anteriores e supera o mesmo período do ano anterior – período de recorde nas captações no mercado de ações.”

A taxa Selic, a taxa básica de juros da economia, foi praticada em baixos níveis nos recentes anos, tendo alcançado a mínima histórica de 2,00% em 2020. O Banco Central iniciou um processo de normalização de sua política monetária. Com isso, o mercado de renda variável, que engloba os IPOs e as ofertas subsequentes, registrou emissão no primeiro semestre de 2021 de R$68 bilhões. Essa expansão no mercado de capitais ocorreu apesar das consequências sanitárias e econômicas da pandemia da Covid-19.

No primeiro semestre deste ano, foram registrados 27 IPOs, considerando ofertas restritas. Além disso, tiveram 13 ofertas subsequentes, de acordo com dados da B3. No documento, a secretaria também destaca as reformas microeconômicas implementadas pelo atual governo e pela autoridade monetária. O objetivo delas é aumentar o Produto Interno Bruto potencial e garantir maior segurança jurídica ao investidor.

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Clara Guimarães e Letícia Matsuura
Arte: Mover

Leia também

Itaú prevê aumento de R$20 bilhões no consumo com reforma

FMI sobe projeção de PIB de ricos e reduz a de emergentes

Vieira: Se Ciro Nogueira frustrar reformas, mercado pode ganhar com agenda heterodoxa

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais