Games, racionamento e Rodrigo Pacheco: As Mais Lidas - TC
TC Mover
Mover

Mercado de games, racionamento de energia, Rodrigo Pacheco: As Mais Lidas

Postado por: TC Mover em 28/08/2021 às 5:55
Mercado de games: As Mais Lidas

São Paulo, 28 de agosto – O consumo de games, cuja demanda já era crescente, aumentou exponencialmente na pandemia e deve dobrar de valor até 2025. É o que afirmou o gestor da Vitreo Rodrigo Knudsen, em entrevista exclusiva à TC Rádio. A notícia foi a mais lida desta semana aqui no Mover.

Outro assunto que chamou atenção dos leitores foi uma fala do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Ele disse que o governo não trabalha com a hipótese de um racionamento de energia neste ano, apesar da crise hídrica que o Brasil vive.

Além disso, a coluna de Leopoldo Vieira desta semana também esteve entre as mais populares. Nela, o especialista analisa que, com uma Reforma Tributária ampla, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, pode resgatar a pauta econômica. Confira outras notícias mais lidas na semana abaixo!

Entrevista exclusiva: Mercado de games deve dobrar até 2025

Segundo o gestor Rodrigo Knudsen, da Vitreo, o setor de games deve passar de US$175 bilhões para mais de US$350 bilhões. E o Brasil é considerado o maior mercado desse segmento na América Latina. Em entrevista exclusiva à TC Rádio, Knundsen destacou que o consumo de jogos, cuja demanda já era crescente, aumentou exponencialmente na pandemia e deve dobrar de valor até 2025. Veja mais sobre a entrevista aqui.

Governo não trabalha com hipótese de racionamento, diz ministro

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse nesta semana que o governo não trabalha com a hipótese de um racionamento de energia neste ano. A declaração veio em meio à crise hídrica, que tem pressionado os reservatórios das hidrelétricas, principal fonte de geração do Brasil. Clique aqui para conferir a matéria completa sobre esse assunto.

Vieira: Com Reforma Tributária ampla, Rodrigo Pacheco pode resgatar pauta econômica

Nesta semana, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que não abre mão da proposta ampla de Reforma Tributária, sinalizando ter chamado para si o desafio de concluí-la até o fim deste ano. Afinal, o mercado deve interpretar com pessimismo um adiamento da pauta econômica para 2023.

Depois que declarações do presidente da Câmara fizeram o Ibovespa bater os 120 mil pontos, ao prometer que manterá a pauta econômica na agenda dos deputados, Pacheco agora tem a faca e o (pão de) queijo na mão para garantir a agenda social que preconiza, porém alinhada à melhora dos juros, câmbio e sustentação fiscal. Leia mais na coluna do Leopoldo Vieira desta semana.

Governadores querem reunião com Jair Bolsonaro; crise política faz mercado local se descolar do exterior

Os governadores se reuniram nesta semana para decidir como se posicionar diante da crise entre os Poderes. Além das rusgas entre o Executivo e ministros do Supremo, o clima é de instabilidade diante das consideradas ameaças de ruptura por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro. Com esse cenário político instável e a percepção de riscos fiscais, o mercado de ações do Brasil não acompanhou o bom desempenho das bolsas internacionais no início da semana. Entenda melhor aqui.

Joe Biden é desaprovado pela maioria nos Estados Unidos pela primeira vez

Com a crise no Afeganistão e o índice de vacinação empacado, a aprovação do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ficou abaixo do índice de desaprovação pela primeira vez desde o início do mandato. O dado faz parte de uma pesquisa do site Real Clear Politics. Confira a matéria completa.

Texto: Stéfanie Rigamonti
Arte: Vinicius Martins / Mover


Leia também

Pix terá limite de transferência no período noturno para combater roubos e sequestro

Sanita: Suzano (SUZB3) deixa fundo e virada se aproxima

Especial: O que a retirada de estímulos nos EUA tem a ver com você, investidor?

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais