TC Mover
Mover

Mercado instável espera fala de Jerome Powell e ata do Copom: Espresso

Postado por: TC Mover em 22/06/2021 às 9:53
Mercado aguarda Jerome Powell

São Paulo, 22 de junho – O pré-mercado de Nova Iorque opera em baixa, com pouca variação, depois que o rali da véspera recuperou parte das perdas da semana passada e recolocou os índices perto de suas máximas históricas.


Mercado acompanhará com atenção sabatina de Jerome Powell

Desde a decisão de juros do Federal Reserve, banco central americano, na quarta-feira passada, 16, o mercado está ciclotímico. Ou seja, está com grandes variações de humor. Na sexta-feira, 18, o Dow Jones teve o pior dia desde outubro e, nesta segunda-feira, 21, o melhor desde março.

O apetite por risco reapareceu depois que dois dirigentes do Federal Reserve, James Bullard e Robert Kaplan, que têm sido ativos na defesa da discussão de redução de estímulos, declararam que a implementação dessa nova fase ainda demora.

Hoje a atenção do mercado se volta, às 15h00, para o depoimento de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, aos deputados americanos. Ele já divulgou, ontem, o pronunciamento que vai abrir seu testemunho sobre a recuperação da economia americana na pandemia. Ele diz que a inflação da retomada deve ser temporária, o que sugere juro mais baixo agora e mais alto no longo prazo.


Ata do Copom é destaque na agenda econômica brasileira

No Brasil, o mercado vai repercutir a aprovação da medida provisória da privatização da Eletrobras, conhecida como MP da Eletrobras, com eliminação de alguns “jabutis”, temas estranhos à pauta original. Mas o destaque da agenda é a publicação da ata da mais recente reunião de política monetária do Banco Central, marcada pelo aumento da preocupação com a inflação. Os núcleos de preços já caminham acima da faixa compatível com o cumprimento da meta, com pressões mais persistentes que o esperado.

O investidor deve buscar mais detalhes sobre a lenta normalização das condições de oferta, a resiliência da demanda e o impacto das tarifas mais altas de energia elétrica na inflação de curto prazo. Menções sobre a valorização do real podem trazer alguma luz, segundo economistas.

O Copom deve reiterar que ainda vê os choques recentes da inflação como transitórios e o efeito positivo da campanha de vacinação. Já a ansiedade do mercado com a reflação global pode conferir viés de alta assimétrico ao balanço de riscos para a inflação.

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: TC Mover


Leia também

Calendário Econômico: Ata do Copom, Oi, Jerome Powell

Câmara aprova emendas do Senado à MP da Eletrobras; texto caminha para conclusão

Especial: Entenda o HASH11 e as emergentes criptomoedas

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais