TC Mover
Mover

Mercado receoso com as ações erráticas de Bolsonaro, de olho no BCE, dados e noticiário político

Postado por: TC Mover em 07/03/2019 às 8:09

“Tudo passa”. As palavras do vice-presidente Hamilton Mourão sobre a polêmica do vídeo obsceno compartilhado por Jair Bolsonaro no Twitter não devem permear a mente do investidor nesta quinta-feira, que ainda tenta entender por que o novo governo, perto de completar cem dias no comando do país, se envolve com facilidade em confusões que o afastam das prioridades da administração: resolver o grave problema fiscal e construir uma base de apoio leal e duradoura no Congresso. Sem maiores novidades sobre o andamento da reforma da Previdência, o investidor tenta olhar para outros fronts com a esperança de que algum evento possa dar um gás a um mercado que deve ficar de lado – ou mostrar um desempenho desfavorável nas próximas semanas.

 

A agenda econômica de hoje promete manter o mercado ocupado, especialmente ao longo da manhã: a divulgação dos dados de atividade econômica e de serviços sondados pelo PMI da Markit no Brasil, a decisão de política monetária na Zona do Euro e os pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos devem pautar as ordens de compra e venda de ativos financeiros aqui e mundo afora, assim como qualquer novidade em relação à disputa comercial entre os EUA e a China. Hoje os mercados acionários recuam ao redor do planeta, enquanto a demanda por proteção ganha mais tração: o dólar americano sobe pelo sétimo dia consecutivo. Para o presidente Donald Trump, a obtenção de um acordo com a China pode não só evitar o aprofundamento da desaceleração na maior economia do mundo como também pode melhorar suas chances para a eleição presidencial do ano que vem.

 

Com a agenda corporativa no Brasil esvaziada após o feriado de Carnaval, o investidor manterá atenção redobrada nos problemas da Vale na Justiça, na esteira da tragédia de Brumadinho; na notícia de que o Banco do Brasil definiu que quer vender sua fatia na resseguradora IRB Brasil; e o cancelamento da assembleia da Klabin que extinguiria o pagamento de royalties por uso da marca a acionistas controladores – a situação deve adiar investimentos da ordem de US$2 bilhões, segundo o jornal Valor Econômico.

 

Hoje o Tesouro Nacional oferecerá leilão de NTN-Fs e LTNs, o Banco Central divulga os números de fluxo cambial semanal e leiloará 14.500 contratos de swap cambial para rolagem. Na agenda de Bolsonaro, reuniões e cerimônias que não devem envolver nenhum pronunciamento significativo sobre o andamento da agenda econômica. Na cabeça do investidor, fica o desejo de que o presidente retome o discurso propositivo para fazer andar a reforma da Previdência e a recuperação da economia.

 

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC


A maioria dos mercados acionários na Ásia, na Europa e os futuros dos índices americanos recuavam nesta quinta-feira, à espera do desfecho das negociações entre os EUA e a China e em meio a crescentes temores sobre o estado da economia mundial.

 

A cautela deu gás para os ativos vistos como porto-seguro, em um movimento que leva o dólar americano a subir pelo sétimo dia consecutivo antes seus pares e as divisas dos mercados emergentes. O contrato do ouro, outro ativo que traz proteção ao investidor em tempos de incerteza, negociava próximo à estabilidade, porém com viés de alta, na medida em que não há notícias sobre a costura de um acordo comercial entre os dois países.

 

A decisão da Huawei de processar o governo americano pela proibição da venda de seus produtos no país aumenta a percepção de mais um empecilho nas negociações, disseram traders. Na Europa, o foco desta quinta-feira será a reunião do BCE, que deve manter a taxa básica de juros da região inalterada em 0%.


Principais notícias corporativas


Gol: A Gol apresentou uma taxa de ocupação de 81,1% em fevereiro, o que representa um aumento de 2,9 pontos percentuais na base anual. Na mesma base de comparação, a oferta de assentos cresceu 4,5% e a demanda total aumentou 8,4%.

 

Azul: A Azul divulgou dados operacionais de fevereiro, com crescimento de 18,4% no tráfego de passageiros na base anual e aumento de 16,9% na capacidade. Com isso, a taxa de ocupação chegou a 81,1%, alta de 1 ponto percentual na comparação anual.

 

NotreDame Intermédica: A Notre Dame Intermédica informou que a gestora Fidelity Investments comprou ações e atingiu participação de cerca de 10% do total de papéis ON da empresa.

 

Klabin: A Klabin cancelou a Assembleia Geral Extraordinária marcada para 14 de março após a Sogemar comunicar que não está mais disposta a ser incorporada; o negócio visava a transferência da marca “Klabin” e de outras seis marcas para propriedade da produtora de papel. A decisão pode postergar plano de investimento de US$2 bilhões, disse o Valor Econômico hoje.

 

Facebook: Zuckerberg redesenha os serviços do Facebook (Valor)

 

IRB Brasil: BB Seguros quer vender fatia no IRB em oferta pública (Valor)

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

05h00 IPC – Fipe (fevereiro)

10h00 PMI composto Markit (fevereiro)

10h00 PMI de serviços Markit (fevereiro)

12h30 Fluxo cambial estrangeiro

 

Indicadores internacionais

05h00 China – Reservas cambiais

07h00 UE – Variação no emprego anual (4T); consenso 1,20%

07h00 UE – PIB anual (4T); consenso 1,20%

07h00 UE – PIB trimestral (4T); consenso 0,20%

09h45 UE – Decisão da taxa de juros (março); consenso 0,00%

09h45 UE – BCE facilidade permanente de cedência de liquidez; consenso 0,25%

09h45 UE – Taxa de facilidade permanente de depósito; consenso -0,40%

10h30 EUA – Pedidos iniciais por seguro-desemprego

10h30 EUA – Produtividade do setor não-agrícola trimestral (4T); consenso 2,30%

10h30 EUA – Custo unitário da mão de obra trimestral (4T); consenso 1,10%

17h00 EUA – Crédito ao consumidor (janeiro); consenso US$17 bi

20h30 Japão – Gastos domésticos anual (janeiro); consenso 0,80%

20h50 Japão – Transações correntes (janeiro); consenso ¥430 mi

20h50 Japão – PIB trimestral (4T); consenso -0,50%

20h50 Japão – PIB anual (4T); consenso -1,90%

21h00 Japão – Rendimento médio do trabalhador anual

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis