Mover

Otimismo no mercado exterior continua; no radar, inflação, PEC, auxílio emergencial

Postado por: TC Mover em 11/03/2021 às 9:41
mercado americano

São Paulo, 11 de março – A quinta-feira começa com forte apetite por risco no pré-mercado de Nova Iorque, onde há recuo expressivo nos rendimentos dos Treasuries nos prazos longos e as ações do Nasdaq de novo puxam os futuros, subindo perto de 2% por volta das 08h00.


Aprovação do pacote de estímulos e compra de vacina da J&J animaram o mercado americano

Além da aprovação final do pacote de R$ 1,9 trilhão de estímulos de Joe Biden, um drive novo e valioso alimenta o otimismo do mercado. Ontem, o presidente americano anunciou que os Estados Unidos dobraram para 200 milhões de doses as suas encomendas do imunizante da Johnson & Johnson, que tem boa eficácia com apenas uma dose. Com isso, a maior economia do mundo passará a ter vacinas para imunizar plenamente o dobro de toda a sua população adulta.

Ante boas perspectivas para a demanda, o petróleo sobe mais de 1% enquanto aguarda relatório da Opep. O minério de ferro se recupera na China. As europeias aguardam a decisão de política monetária do Banco Central Europeu com altas moderadas, e na Ásia a bolsa de Xangai fechou em alta de mais de 2%.

No Brasil, onde o mercado digere a desidratação da PEC Emergencial na Câmara e recalibra sua percepção de infalibilidade do centrão para aprovar a pauta econômica de Paulo Guedes, o que pode ser medido no resultado do leilão semanal de títulos do Tesouro às 11h, está firme no radar o aumento da preocupação do Banco Central com o nível do dólar.


IPCA acelerou em fevereiro e supera 5% no acumulado de 12 meses

Hoje às 09h30 começou o leilão de 20 mil contratos de swap no valor de US$ 1 bilhão em injeção e recursos novos. Um pouco mais cedo, às 09h00, em dia de agenda fraca, saiu o Índice de Preços ao Consumidor, IPCA, de fevereiro. O índice apresentou aceleração mensal de 0,86%, acima do consenso TC de 0,72%. O resultado acumulado de 12 meses ficou em 5,20%, bem acima da meta de 3,75% do Banco Central e deve trazer mais pressão ao BC.

As apostas minoritárias em elevação de 0,75 ponto percentual da Selic na próxima quarta-feira podem ganhar mais adeptos. Fique atento não só ao índice fechado, mas ao nível de disseminação da inflação. Em janeiro, 66% dos itens que compõem o índice subiram.

A manchete de hoje do Valor Econômico destaca que o aço mais caro está aumentando custos e pressionando a inflação ao produtor. A maioria está optando por repassar as altas, o que já é captado pelos índices ao consumidor.

A divisa americana recua ante seus pares, com o Índice Dólar DXY em queda de 0,27%, e não faz pressão sobre os emergentes: as moedas dos principais exportadores se valorizam, e só o rublo opera perto da estabilidade.

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: TC Mover


Leia também

Calendário Econômico: IPCA, BCE, seguro-desemprego dos EUA

https://tc.com.br/mercados/bolsas-sobem-com-pacote-nos-eua-no-radar-bce-seguro-desemprego-ipca-espresso/

Especial: Governo exerce maioria e aprova PEC Emergencial sem mudanças

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais