PIB brasileiro cai 0,1% no 2º tri após três altas seguidas - TC
TC Mover
Mover

PIB brasileiro cai 0,1% no 2º trimestre após três altas seguidas

Postado por: TC Mover em 01/09/2021 às 10:20
Agropecuária puxa resultado do PIB brasileiro

São Paulo, 1 de setembro – O Produto Interno Bruto brasileiro apresentou variação negativa de 0,1% no segundo trimestre de 2021, em comparação com o trimestre imediatamente anterior. O resultado do PIB indica estabilidade e vem depois de três trimestres positivos seguidos de crescimento da economia. Frente ao mesmo trimestre do ano passado, contudo, quando estava em vigor medidas mais restritivas contra a pandemia, houve crescimento de 12,4%.

Em valores correntes, o PIB chegou a R$2,1 trilhões. Com esse resultado, a economia brasileira acumula alta de 6,4% no primeiro semestre de 2021. E no acumulado de 12 meses, com fim em junho de 2021, houve elevação de 1,8%. Assim, o Produto Interno Bruto segue no patamar pré-pandemia, do fim de 2019 para 2020.

Agropecuária puxa queda do PIB

A maior queda do primeiro para o segundo trimestre deste ano foi da agropecuária, que caiu 2,8% nesse período. O setor tem sido afetado pelas geadas e falta de chuvas.

A indústria também teve baixa de 0,2%. O desempenho negativo se deve à indústria de transformação, com queda de 2,2%, e à atividade de eletricidade e gás, água, esgoto e gestão de resíduos, que caiu 0,9%. Essas perdas compensaram o crescimento das indústria extrativas e de construção, que registraram altas de 5,3% e 2,7%, respectivamente.

Setor de serviços teve bons resultados

Nos serviços, houve resultados positivos em informação e comunicação, com alta de 5,6%, em outras atividades, com 2,1%, comércio, que teve elevação de 0,5%, atividades imobiliárias, com 0,4%, atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados, que tiveram crescimento de 0,3%, e transporte, armazenagem e correio, com 0,1%.

Houve também estabilidade para administração, defesa, saúde e educação pública e seguridade social. Pela ótica da despesa, a formação bruta de capital fixo apresentou queda de 3,6%, a despesa de consumo das famílias ficou estável e a despesa de consumo do governo cresceu 0,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Exportações

No setor externo, as exportações de bens e serviços tiveram crescimento de 9,4%. Enquanto isso, as importações de bens e serviços recuaram 0,6% em relação ao primeiro trimestre de 2021.

Veja aqui mais resultados do PIB brasileiro divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE.

Texto: Stéfanie Rigamonti
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Mover


Leia também

PIB decepciona; empregos ADP nos EUA vêm abaixo de consenso: Espresso

Bandeira ‘escassez hídrica’: conta de luz terá nova taxa de R$14,20 por 100kWh

PLOA 2022: Ministério da Economia envia Orçamento com R$89,1 bilhões em precatórios

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais