Mover

Pix atinge mais de 100 milhões de cadastros

Postado por: TC Mover em 03/12/2020 às 20:32

São Paulo, 3 de dezembro – O Banco Central anunciou que os cadastros de chaves no sistema de transferências eletrônicas Pix atingiram 100 milhões até as 18h de hoje. O CPF tem o maior número de cadastro, cerca de 35 milhões. Na semana, contando até ontem, foram 11,375 milhões de SPI, transações entre instituições diferentes usando o PIX.

Cuidados para não cair em golpes

Para se proteger de possíveis golpes, o advogado recomenda que os clientes façam o cadastro apenas nos aplicativos e sites oficiais do seu banco, ou da sua fintech. E que não respondam e-mails e nem acessem links enviados por Whatsapp ou por e-mail. Com relação ao cadastramento das chaves, a sugestão é utilizar o e-mail ou as chaves aleatórias, evitando o CPF e o celular.

Outra recomendação é que os interessados procurem uma instituição que não cobre nenhuma taxa para utilizar o Pix. Ele lembra também que o Pix só irá funcionar no mercado doméstico, não sendo possível fazer nenhuma remessa de valores ao exterior.

Pix, o substituto dos DOCs e TEDs

Lançado em novembro, o Pix deve acabar com os DOCs e TEDs, cobrados pelos bancos, bem como os boletos, que serão substituídos pelos QR Codes e pagos pelo sistema. Isso deverá reduzir a receita dos bancos tradicionais, diz o advogado Marcelo Godke, especialista em Direito Empresarial e Societário, professor do Insper e da Faap e sócio do Godke Advogados. 

Para Godke, o maior interesse dos bancos, agora, é não perder clientes. “Além de o Pix ser uma imposição do Banco Central, os grandes bancos não querem perder clientes para as fintechs, que têm ganhado espaço com menores custos para manter contas ativas”, diz. “Além disso, quando um banco oferece um serviço, acaba empurrando outro, daí os investimentos dos grandes em propaganda”, afirma. 

Segundo ele, sistemas similares de transferência instantânea de dinheiro, com agilidade e segurança, 24 horas por dia, sete dias por semana, estão presentes em mais de 50 países. “No Brasil, vamos ter uma explosão de fintechs, que irão oferecer carteiras eletrônicas (e-wallets)”, afirma Godke.

Chave Pix não é obrigatória

A chave Pix, que pode ser o número de telefone, o CPF ou CNPJ, o e-mail ou uma chave aleatória cadastrados primariamente pelo usuário, servirá como identificação. Apesar de o cadastro de chave não ser necessário, ele é recomendável para ter mais praticidade e maximizar a experiência, em especial no recebimento do Pix.

Saiba mais sobre o novo sistema de transferências e pagamentos no artigo da TC School.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais