Mover

Preços de aluguel caem 0,12% em outubro, impulsionados por regiões Sudeste e Sul

Postado por: TC Mover em 17/11/2020 às 17:45

São Paulo, 17 de novembro – O Índice FipeZap de Locação Residencial apontou recuo de 0,12% nos preços médios de aluguéis novos do país em outubro na comparação com o mês anterior. Em setembro, o índice já havia caído 0,31%. Com isso, no acumulado do ano, o índice sobe 2,01% e, em 12 meses, 2,66%. Os dados foram divulgados hoje pela Fipe e pela Zap Imóveis.

As regiões Sudeste e Sul impulsionaram a queda dos preços dos aluguéis em outubro, que foi ainda maior em termos reais, descontada a inflação. O Índice Geral dos Preços do Mercado, IGP-M, geralmente usado na correção de contratos de aluguéis já existentes, teve alta de 3,23% em outubro, o que distancia ainda mais o custo das locações antigas das novas. 

A queda dos preços dos aluguéis novos também dá maior poder de barganha para os inquilinos negociarem os reajustes dos contratos antigos. A variação do IGP-M em 12 meses usada nas correções de contratos está acima de 20%. 

Sudeste e Sul contribuem para recuo de preços de aluguel

Apesar das quedas nos preços de aluguel em Salvador, 0,65%, e Brasília, 0,17%, foram as capitais do Sudeste e do Sul que impulsionaram o resultado negativo do índice que mede a variação de preços de aluguel novo. Belo Horizonte é a capital com maior queda, 0,85%. O índice diminuiu 0,51% em Curitiba, capital do Sul com maior recuo.

São Paulo teve queda de 0,44% no preço médio do aluguel em relação ao mês anterior, o que reduziu o aumento no ano para 1,39%. Em 12 meses, o aluguel na capital paulista subiu 1,76%. No Rio de Janeiro, o aluguel aumentou 0,11% em outubro, mas acumula ainda perda de 0,22% no ano. Em 12 meses, o aluguel elevou 0,15% no Rio.  

Fontes: FipeZap, IBGE, FGV e Banco Central

A média de preços de aluguel novo residencial em outubro correspondeu a R$30,35/m². Entre as 11 capitais monitoradas pelo estudo da Fipe, São Paulo continua liderando o ranking de preços, mesmo com corte de 0,44%. O aluguel na capital paulista custa, em média, R$40,16/m². Na outra ponta está Fortaleza com R$17,11/m².

Retorno de aluguel aumenta para 4,72%

Acima do consenso, o retorno médio do aluguel residencial anualizado, que compara os preços dos imóveis com o valor pago pelos inquilinos, subiu para 4,72% ao ano em outubro. Comparado com o mesmo período de 2019, o dado praticamente se manteve estável, com alta de 0,02%. Este indicador mostrar a atratividade do setor imobiliário para os investidores.

Texto: Letícia Matsuura
Edição: Angelo Pavini
Imagem: Divulgação

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais