TC Mover
Mover

Projeções para o PIB em 2021 sobem com chuva de revisões

Postado por: TC Mover em 15/06/2021 às 16:30
Projeções esperam PIB do Brasil maior

São Paulo, 15 de junho – Após o crescimento de 1,20% do Produto Interno Bruto, PIB, no primeiro trimestre de 2021 e com a perspectiva otimista para a vacinação no segundo semestre, diversas casas de análise, bancos e instituições internacionais passaram a elevar as projeções para a economia brasileira.


Projeção mais otimista para o PIB é de crescimento de 5,50% em 2021

Entre os cenários compilados pela TC Mover, o mais otimista projeta o PIB brasileiro crescendo 5,50% em 2021, enquanto no pior cenário o crescimento seria de 3,00%. A melhora da perspectiva para o Brasil deve ser também um dos assuntos da reunião do Comitê de Política Monetária, Copom, nesta semana.

O melhor cenário é visto pelos economistas do Goldman Sachs, que elevaram as previsões de 4,60% para 5,50% em 2021. De acordo com o relatório, os analistas do banco consideram que o cenário da pandemia se estabilizará conforme a vacinação andar mais rapidamente, especialmente nos meses de junho e julho. O mesmo cenário é visto pelos economistas do Credit Suisse, que também projetam o crescimento em 5,50% para 2021.


Expectativas para o PIB do Brasil

Arte: TC Mover


Expectativa de vacinação da população adulta influencia previsão do Itaú

Entre as projeções nacionais, o Itaú também vê o PIB em 5,50% em 2021, com a expectativa de que toda a população adulta esteja vacinada com ao menos uma dose até novembro.

Mas o economista-chefe do banco, Mário Mesquita, vê como riscos a possibilidade da crise hídrica e a alta dos preços das commodities. Os dois eventos podem impactar fortemente a inflação. O Itaú vê o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA, encerrando 2021 acima do teto da meta do Banco Central, em 5,60%. Já a previsão para a taxa básica de juros, a taxa Selic, é de 6,00%.


Economistas do Relatório Focus têm visão menos otimista, mas projeção tem sido elevada

Prevendo um PIB um pouco menor estão o Bank of America, ou BofA, que vê crescimento de 5,20%, e o Banco Mundial, que projeta uma alta de 4,50% neste ano. Os dois, porém, são os que mais aumentaram as projeções. O BofA elevou em 1,80 ponto percentual, enquanto o Banco Mundial reviu a última leitura em 1,50 ponto percentual.

Já os economistas consultados para o Relatório Focus, do Banco Central, têm uma visão menos otimista. A projeção para 2021 é de 4,85%, mas já há oito semanas em que ela é revisada para cima, incluindo o relatório da última segunda-feira, 14.


PIB do primeiro trimestre foi surpresa positiva, segundo Fitch e Moody’s

Hoje, as agências de classificação de risco Fitch e Moody’s elevaram as projeções para a economia brasileira. A Fitch ampliou a estimativa de 3,30% para 5,00%. Já a Moody’s vê o PIB crescendo 4,90% neste ano. Ambas dizem que o resultado do primeiro trimestre surpreendeu positivamente, enquanto a pandemia, apesar de estar em patamar elevado, deve ser controlada no segundo semestre.

No cenário menos otimista está a organização dos países exportadores de petróleo, a OPEP. Ela manteve a projeção de crescimento em 3,00% nas duas leituras que fez neste ano. Segundo o relatório, apesar da melhora da economia no primeiro trimestre, o cenário de curto prazo continua com “altas incertezas” com a possibilidade de uma terceira onda de infecções pela Covid-19.

Desde a primeira revisão do PIB brasileiro na nova rodada, o dólar caiu 2,80% e o Ibovespa subiu 3,22%, enquanto o investidor estrangeiro injetou R$12,98 bilhões no mercado à vista.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Bárbara Leite e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Especial: Copom mais severo deve elevar taxa Selic a 4,25% com inflação

Produção industrial dos EUA se recupera em maio

Acordo põe fim em conflito de 17 anos entre Boeing e Airbus

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais