Mover

Resumo da Semana: Lula, PEC Emergencial, vacinas

Postado por: TC Mover em 12/03/2021 às 18:41
resumo da semana

São Paulo, 12 de março – A anulação das condenações do ex-presidente Lula na Operação Lava Jato pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, STF, com a possibilidade do político se candidatar nas eleições de 2022, e os efeitos da decisão no mercado marcaram as notícias nesta semana. A aprovação da Proposta de Emenda à Constituição Emergencial, PEC Emergencial, na Câmara, após o governo exercer sua maioria, levando a matéria à promulgação na próxima semana também foi um destaque na TC Mover.

Além disso, está no radar dos investidores as movimentações para acelerar o processo de vacinação no Brasil. Nesta semana, o deputado Arthur Lira disse que o Parlamento busca protagonismo para aumentar o acesso às vacinas contra a Covid-19. Confira abaixo o Resumo da Semana da TC Mover.

Especial: Lula fica elegível após Fachin anular condenações; bolsa despenca e dólar dispara

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, declarou a 13ª Vara Federal de Curitiba “incompetente” para julgar as ações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se torna elegível, segundo a Lei da Ficha Limpa. O mercado brasileiro derreteu na última segunda-feira, 8, com a notícia. Leia aqui a matéria.

Especial: Governo exerce maioria e aprova PEC Emergencial sem mudanças

O governo exerceu sua maioria e aprovou na Câmara, na madrugada da última quarta-feira, 10, o relatório do deputado Daniel Freitas à Proposta de Emenda à Constituição Emergencial, a PEC Emergencial, faltando apenas dez destaques que começaram a ser votados na manhã do mesmo dia. Leia aqui a matéria.

Especial: Lira busca protagonismo do Parlamento para acesso às vacinas

O presidente da Câmara, Arthur Lira, sinalizou que o Parlamento buscará o protagonismo para garantir o acesso do Brasil a vacinas contra a Covid-19. Leia aqui a matéria.

Especial: Reabilitação de Lula pega Brasília de surpresa

A capital federal foi pega de surpresa com a anulação das condenações da operação Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, STF. Leia aqui a matéria.

Especial: Pauta do Congresso sinaliza destravamento da agenda econômica

As pautas do Congresso para esta semana sinalizaram para o destravamento da agenda econômica, o que pode injetar confiança nos mercados, após decisão monocrática nesta tarde do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que torna elegível o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Além disso, têm pesado os anúncios de medidas mais duras contra a pandemia por grandes estados e cidades do país. Leia aqui a matéria.

Especial: Rotação de carteiras ganha tração e se torna o “nome do jogo” nos EUA

Quem vive de recomendar ativos financeiros parece estar otimista com o mercado acionário americano, apesar do nervosismo em relação às avaliações esticadíssimas e os juros da dívida pública em alta. Leia aqui a matéria.

Especial: Volatilidade deve pesar com período de silêncio do Fed

Os mercados tendem a ficar mais voláteis nos próximos dias, já que os membros do Federal Reserve, Fed, entraram em período de silêncio, antes da decisão de política monetária programada para a próxima quarta-feira, dia 17. Leia aqui a matéria.

Especial: Visão liberal será diferença entre Bolsonaro e Lula, diz Barros

A possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disputar as eleições de 2022 fortalece a visão liberal do governo, e é o que vai diferenciar o presidente Jair Bolsonaro do petista, se este chegar a concorrer, disse à TC Mover o líder na Câmara, Ricardo Barros. Para o deputado, isso também não vai atrapalhar a agenda econômica no Congresso. Leia aqui a matéria.

Especial: Centro não governista pode vencer Bolsonaro, diz pesquisa

O centro que não compõe a base do governo e a esquerda alternativa ao PT podem derrotar o presidente Jair Bolsonaro no segundo turno das eleições presidenciais de 2022, desde que superem um nome do PT, como do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, conforme pesquisa Atlas divulgada na última quinta-feira, 11. Leia aqui a matéria.

Especial: Na próxima semana, mercado espera destravamento da agenda

Na próxima semana, o mercado espera que a agenda econômica seja destravada, superado o susto com uma possível desidratação da Proposta de Emenda à Constituição Emergencial, a PEC Emergencial, fora dos marcos aceitáveis pela equipe econômica. A base do governo funcionou, mas evidenciou que mais ajustes na articulação política merecem ser feitos. O Centrão é aliado das reformas? A resposta depende da agenda. Leia aqui a matéria.

Vieira: Centro-direita pode crescer com aliança entre Bolsonaro e Centrão

O analista de política do TC, Leopoldo Vieira, analisa as movimentações iniciais em torno das eleições de 2022, e como o alinhamento do presidente Bolsonaro com o chamado Centrão impactará a centro-direita, assim como a possibilidade do ex-presidente Lula concorrer ao pleito após reaver elegibilidade. Leia aqui a coluna.]

Sanita: BTG Pactual (BPAC11)

O contribuidor do TC, Sérgio Sanita, fala sobre o banco BTG Pactual (BPAC11), e as possibilidades de retorno de investimentos nas units do banco, com a possibilidade de recuperação do setor. Leia aqui a coluna na íntegra.

Mansano: Super quarta, o que esperar?

A economista-chefe do TC, Fernanda Mansano, fala sobre a “super quarta”, dia que reunirá as decisões das taxas de juros no Brasil e nos Estados Unidos, e no que é importante ficar de olho durante o dia. Leia aqui a coluna.

Prévia da Semana: Pacote dos Estados Unidos, PIB do Brasil, inflação, auxílio

Toda segunda-feira a TC Mover prepara a Prévia da Semana com temas relevantes da semana nos planos político, econômico e financeiro, no Brasil e no mundo. Nesta semana, os destaques foram a votação da PEC Emergencial na Câmara, expectativas para a decisão do Banco Central sobre a taxa Selic, novo reajuste dos combustíveis pela Petrobras e a aprovação do pacote de estímulos pelo Senado dos Estados Unidos. Escute no Spotify.



Semana: PEC Emergencial, PMIs, volatilidade

A editora da TC Mover, Melina Flynn, destacou os principais acontecimentos da semana que os investidores deveriam ficar atentos, como o avanço da PEC Emergencial na Câmara, as apostas para a reunião do Comitê de Política Monetária, Copom, do Banco Central, novos reajustes nos combustíveis pela Petrobras e a possibilidade de aprovação do pacote de estímulos dos Estados Unidos pela Câmara americana. Confira toda segunda-feira no Instagram da TC Mover!



Texto: João Pedro Malar
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover


Leia também

Aéreas sobem com vacinação e pacote de estímulos nos EUA

Bolsas no Brasil e EUA passam a fechar mais cedo a partir de segunda

Itaú piora projeções para PIB, inflação, dólar e Selic com restrições e fiscal

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais