Mover

Taxa de desemprego sobe em fevereiro a maior patamar desde 2012

Postado por: TC Mover em 30/04/2021 às 11:00
taxa de desemprego no Brasil - PNAD Contínua

São Paulo, 30 de abril – Com 14,4 milhões de pessoas sem emprego, o Brasil enfrenta a pior crise do mercado de trabalho desde 2012, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE. Contribuiu para o quadro da taxa de desemprego o aperto das medidas restritivas desde o início desse ano para controlar a crise sanitária.


Taxa de desemprego atingiu 14,4% em fevereiro

Segundo dados divulgados há pouco pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, PNAD Contínua, a taxa de desemprego chegou a 14,4% no trimestre encerrado em fevereiro, levemente abaixo do consenso do TC, que apontava 14,5%. Comparado ao mesmo trimestre do ano passado, a taxa subiu 2,7 pontos percentuais.

Com isso, o Brasil volta para a taxa observada no trimestre entre junho e agosto de 2020, quando o país enfrentava a primeira onda da pandemia e adotava medidas mais duras de isolamento social para conter a doença.

A população ocupada ficou estável em relação ao trimestre imediatamente anterior, em 85,9 milhões de pessoas. Contudo, houve queda de 8,3% ante o mesmo trimestre de 2020. Como reflexo da pandemia, a taxa de informalidade continua crescendo e atingiu 39,6% da população ocupada, chegando a 34 milhões de pessoas, segundo o IBGE. A PNAD Contínua é considerada o indicador oficial de emprego do Brasil

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Lucia Boldrini e Letícia Matsuura
Arte: Carlos Martins / TC Mover


Leia também

Nova Iorque pausa rali; inflação, balanços, desemprego no radar: Espresso

Calendário Econômico: Taxa de desemprego, dívida pública, PCE

Especial: Jair Bolsonaro precisa colaborar para o avanço das reformas

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais