TC Mover
Mover

TC Day – “Boom na economia” deve esbarrar em volatilidade neste ano, diz Marcos Mollica

Postado por: TC Mover em 20/05/2021 às 15:27
Economia do Brasil deve ter "boom" mas enfrentar volatilidade

São Paulo, 20 de maio – A economia brasileira vai ter um “boom de crescimento” no segundo semestre, mas o período deve ser pautado pela maior volatilidade nos mercados em meio às discussões de retirada de estímulos, disse o gestor do Opportunity, Marcos Mollica, no TC Day 2021.


Brasil não está preparado para crescimento sustentado da economia, segundo gestor

“Estou bem otimista com a reabertura da economia e com a vacinação aumentando”, disse ele, acrescentando que sua projeção para o Produto Interno Bruto, PIB, está em uma alta de 4,50%. Para o gestor, porém, o país “não está preparado estruturalmente para um crescimento sustentado”.

Em sua visão, será necessário passar uma imagem de credibilidade fiscal. “É preciso fechar a ‘caixa de pandora’ dos gastos de uma vez por todas”, observou Marcos Mollica. Ele também avaliou que a proximidade com as eleições presidenciais de 2022 deve reforçar as políticas populistas e isso não vai melhorar a confiança dos investidores. “O cenário político no Brasil é sempre complicado”, enfatizou durante o TC Day.


Marcos Mollica espera que remoção em compras de títulos ocorra no fim de 2021

A volatilidade esperada nos mercados para a segunda metade de 2021 advém dos questionamentos sobre a aceleração da inflação e seus impactos nas políticas de juros mundo afora e, em especial, na maior economia do planeta.

“Nos Estados Unidos, Inglaterra, Chile e México os bancos centrais estão entendendo que terão que começar o processo de normalização dos juros, e isso vai trazer volatilidade aos mercados”, falou o gestor. Como exemplo, ele citou a sinalização na ata do Comitê Federal de Mercado Aberto, FOMC, de ontem.

Marcos Mollica entende, no entanto, que o Federal Reserve, Fed, ainda está tranquilo em relação à inflação. Para ele, qualquer remoção nas compras de títulos ocorreria mais para o fim do ano. “Os juros estão fora do lugar, mas ainda é o momento para ativos de risco”, afirmou.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Karine Sena e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

TC Day – Infraestrutura é setor interessante para surfar retomada, diz Luiz Nunes

CPI da Covid retoma depoimento de Eduardo Pazuello

TC Day – Decisão da Argentina beneficiará Minerva e Marfrig, diz Edson Ticle

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais