Mover

Tom duro do Copom já faz analistas verem Selic maior em 2021

Postado por: TC Mover em 19/03/2021 às 14:37
Selic

São Paulo, 19 de março – A decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central, Copom, nesta quarta, de elevar em 0,75 ponto percentual a taxa básica de juros, a taxa Selic, fez com que o juro básico atingisse 2,75% ao ano, e deu a entender que o ritmo irá se manter em maio. A sinalização fez com que diversos analistas do mercado financeiro revisassem para cima as projeções para a taxa no final de 2021 e 2022.


Santander aponta aperto monetário mais forte e BofA vê alta com bons olhos

O Credit Suisse, o Santander e o Bank of America, o BofA, divulgaram ontem as previsões mais altistas para a Selic. O Credit Suisse fez a revisão mais agressiva, passando a projeção de 4,50% para 6,50% no final de 2021, acréscimo de 200 pontos-base.

O Santander também fez um ajuste similar ao do CS, ampliando a estimativa da taxa de juros de 4,00% para 5,50% em 2021. Os analistas do banco espanhol veem um aperto monetário em ritmo mais forte e entendem que a alta da Selic visa valorizar o real e, assim, auxiliar no cumprimento da meta de inflação.

O BofA, que também tinha uma previsão de Selic em 4,00% para 2021, passou a ver a taxa em 5,00%. Para 2022, o banco americano também elevou sua projeção: de 5,25% para 5,75%. A alta recente é vista com bons olhos pelo BofA, já que permite ao Brasil “navegar por um ambiente mais complexo interno e externo”.

UBS BB manteve previsão para a Selic, citando alívio de riscos inflacionários

Por outro lado, os analistas do UBS BB mantiveram suas projeções para a Selic no fim deste ano e do próximo, mesmo com a surpresa com o Copom.

Para eles, haverá um alívio nos riscos inflacionários, com a queda do Produto Interno Bruto, PIB, brasileiro no primeiro trimestre, com um “hiato na produção”, devido às novas medidas de restrições pela segunda onda da Covid-19. A previsão para a Selic em 2021 segue em 4,00% ao ano, e em 5,25%, no ano que vem.

Texto: Guilhermo Dogo
Edição: Bárbara Leite e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Especial: Vacinação é preocupação fiscal e solução à pandemia, diz Barros

XP vê saída de Brandão precificada em ação do BB (BBAS3), que tem queda moderada

Especial: Vale (VALE3) tenta mudar escritura de títulos; detentores minoritários se opõem

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais